Os 10 filmes mais pirateados da semana (03/02/2020)

Por Sérgio Oliveira | 03 de Fevereiro de 2020 às 17h40
Fox Film do Brasil

Depois de durar mais de 300 dias, janeiro ficou para trás e agora abre caminho para fevereiro. E este novo mês começa com uma novidade bacana: a partir de agora o ranking dos 10 filmes mais pirateados da semana passa a ter curadoria própria do Canaltech. Em vez de levarmos em consideração os números levantados pelo TorrentFreak, que nos serviu de fonte até janeiro, agora o Canaltech analisa os principais trackers torrent da internet e estima quais são os filmes mais pirateados para montar este ranking informativo para você.

Na nossa listagem de estreia, a surpresa fica por conta do retorno de O Rei Leão. Mesmo lançado há meses e não ter sido tão recebido assim pelo público e pela crítica, o remake em CGI das aventuras de Simba segue firme e forte nas profundezas da internet. Outro título que retornou ao ranking, este muito provavelmente devido à proximidade do Oscar, foi JoJo Rabbit. Mesmo que de maneira tímida, o filme ocupa a nona colocação e já teve crítica publicada aqui no Canaltech.

No outro extremo do ranking, só filmão, todos indicados ao prêmio de Melhor Filme. O incrível 1917, filmado de maneira a nos levar acreditar que tudo foi feito em um gigantesco plano-sequência, leva a medalha de bronze. Já Ford vs Ferrari acelera forte e deixa cheiro de pneu queimado para alcançar o segundo lugar mais alto do pódio. E quem será que leva a coroa de filme mais pirateado da semana? Confira o ranking completo e descubra.

10. O Rei Leão

Remake hiper-realista da animação clássica da Disney de 1994, em O Rei Leão Simba (Donald Glover) é um jovem leão cujo destino é se tornar o rei da selva. Entretanto, uma armadilha elaborada por seu tio Scar (Chiwetel Ejiofor) faz com que Mufasa (James Earl Jones), o atual rei, morra ao tentar salvar o filhote. Consumido pela culpa, Simba deixa o reino rumo a um local distante, onde encontra amigos que o ensinam a mais uma vez ter prazer pela vida.

Leia também: Crítica | Animação hiper-realista de O Rei Leão é linda, mas muito sem graça

9. JoJo Rabbit

Jojo (Roman Griffin Davis) é um jovem nazista de 10 anos que trata Adolf Hitler (Taika Waititi) como um amigo próximo em sua imaginação. Seu maior sonho é participar da Juventude Hitlerista, um grupo pró-nazista com posto por outras pessoas que concordam com seus ideais. Um dia, Jojo descobre que sua mãe (Scarlett Johansson) está escondendo uma judia (Thomasin McKenzie) no sótão da casa. Depois de várias tentativas frustradas para expulsá-la, o jovem rebelde começa a desenvolver empatia pela nova hóspede.

Leia também: Crítica | Jojo Rabbit traz a história de quem aceita manter a mente sob comando

8. Era uma vez em... Hollywood

Los Angeles, 1969. O mundo entretenimento está em transformação, e o astro de TV Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) e seu dublê de longa data, Cliff Booth (Brad Pitt), estão traçando seu caminho em meio à indústria que eles nem mesmo reconhecem mais. O nono filme de Quentin Tarantino conta com um grande elenco e múltiplas histórias paralelas para fazer um tributo aos momentos finais da era de ouro de Hollywood.

7. Frozen 2

De volta à infância de Elsa e Anna, as garotas descobrem uma história do pai quando ele ainda era príncipe de Arendelle. Ele conta às meninas a história de uma visita à floresta dos elementos, onde um acontecimento inesperado teria provocado a separação dos habitantes da cidade com os quatro elementos fundamentais: ar, fogo, terra e água. Essa revelação ajudará Elsa a compreender a origem de seus poderes.

Leia também: Crítica | Frozen 2 volta às origens para se tornar mais interessante

6. O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio

27 anos após os eventos de O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final, um novo e modificado Exterminador de metal líquido (Gabriel Luna) é enviado do futuro pela Skynet para exterminar Dani Ramos (Natalia Reyes), uma híbrida de ciborgue com humana (Mackenzie Davis) e seus amigos. Sarah Connor (Linda Hamilton) vai a seu auxílio, assim como o Exterminador original (Arnold Schwarzenegger), numa luta pelo futuro da humanidade.

Leia também: Crítica | O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio conquista só pela nostalgia

5. Malévola – Dona do Mal

Após aceitar se casar com o príncipe Philip (Harris Dickinson), Aurora (Elle Fanning) é imediatamente acolhida pela rainha, sua futura sogra (Michelle Pfeiffer), como se fosse sua própria filha. Revoltada, Malévola (Angelina Jolie) se opõe ao reino e reúne novos aliados para proteger as terras mágicas que compartilham.

Leia também: Crítica | Malévola: Dona do Mal quase não justifica sua existência

4. Doutor Sono

Quando era criança, Danny Torrance (Ewan McGregor) conseguiu sobreviver a uma tentativa de homicídio por parte do pai (Jack Nicholson), um escritor perturbado por espíritos malignos no Hotel Overlook. Danny cresceu e agora é um adulto traumatizado e alcoólatra. Sem residência fixa, ele se estabelece em uma pequena cidade onde consegue um emprego no hospital local. Mas sua paz está com os dias contados a partir de quando cria um vínculo telepático com Abra (Kyliegh Curran), uma menina com poderes tão fortes quanto aqueles que bloqueiam dentro de si.

Leia também: Crítica | Doutor Sono não sabe ser sequência nem algo realmente novo

3. 1917

Os cabos Schofield (George MacKay) e Blake (Dean-Charles Chapman) são jovens soldados britânicos durante a Primeira Guerra Mundial que são encarregados de uma missão aparentemente impossível: eles precisam atravessar o território inimigo, lutando contra o tempo, para entregar uma mensagem que pode salvar seus colegas de batalhão.

Leia também: Crítica | 1917 é um filme de guerra que carrega a urgência de um mundo em paz

2. Ford vs Ferrari

Durante a década de 1960, a Ferrari reina absoluta no automobilismo mundial. Mirando o prestígio e glamour da montadora italiana, a Ford resolve entrar no ramo e contrata o ex-piloto Carroll Shelby (Matt Damon) para chefiar a empreitada. Por mais que tenha carta branca para montar sua equipe, incluindo o piloto e engenheiro Ken Miles (Christian Bale), Shelby enfrenta problemas com a diretoria da Ford, especialmente pela mentalidade mais voltada para os negócios e a imagem da empresa do que propriamente em relação ao aspecto esportivo.

Leia também: Crítica | Ford vs Ferrari e a necessidade de freios na vida

1. Coringa

Arthur Fleck (Joaquim Phoenix) trabalha como palhaço para uma agência de talentos e toda semana tem de comparecer a um agente social devido aos seus conhecidos problemas mentais. Após ser demitido, Fleck reage mal à gozação de três homens em pleno metrô e os mata. Os assassinatos iniciam um movimento popular contra a elite de Gotham City, da qual Thomas Wayne (Brett Cullen) é seu maior representante.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.