Jovem é preso nos EUA por transmitir filme ao vivo pelo Facebook Live

Por Redação | 03 de Junho de 2016 às 12h33

Um caso ocorrido na cidade de Chicago, nos Estados Unidos, mostra que as leis de pirataria estão muito mais rígidas na indústria cinematográfica. Nesta quinta-feira (2), um estudante foi preso por transmitir um filme ao vivo no Facebook Live diretamente do cinema do complexo Muvico Rosemont. O jovem utilizou seu smartphone para enviar a transmissão da comédia romântica A Aa, que acabava de estrear.

O ato foi descoberto na Índia pela equipe da empresa responsável pela transmissão, a Bluesky Cinemas. Ao identificar a transmissão, a companhia tomou as providências necessárias para excluir a publicação e chamou a polícia. "O estudante foi pego em flagrante com o conteúdo", disse a Bluesky em um comunicado

De acordo com a Lei de Direitos Autorias dos Estados Unidos, de 2005, "qualquer pessoa que, sem autorização do proprietário dos direitos autorais, utilizar ou tentar utilizar um dispositivo de gravação audiovisual para transmitir ou fazer uma cópia de uma imagem em movimento pode ser preso por três anos, multado ou ambos".

Visto que o conteúdo transmitido foi deletado do Facebook, acredita-se que nada de muito sério acontecerá com o jovem. Já para outros amantes de filmes que gostam de realizar gravações em cinemas, a Bluesky alerta que "gravação e compartilhamento de vídeo não autorizado nos meios de comunicação social também é uma parte do cibercrime". A empresa garante que sua equipe está "trabalhando ativamente para identificar qualquer tipo de atividade ilegal".

Via TorrentFreak

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!