Herói de O Despertar da Força quer um modo campanha em Star Wars Battlefront

Por Redação | 03 de Março de 2016 às 08h48

Desde que foi anunciado, Star Wars Battlefront dividiu opiniões pela ausência de um modo campanha. Ao ser totalmente focado no multiplayer, o jogo não conta com uma história e são poucas as opções de partida em que você pode jogar sozinho e offline. Há algumas missões que podem ser feitas desse modo, mas são poucas e bem repetitivas. Assim, a inclusão de uma campanha de verdade é algo que o público há tempos vem pedindo. E, agora, uma voz poderosa se juntou ao coro.

Desta vez, o pedido veio do próprio Finn de Star Wars: O Despertar da Força. Em seu perfil no Twitter, o ator John Boyega questionou a Electronic Arts se algum dia os fãs terão a oportunidade de conferir um modo história offline no game. Segundo ele, essa é uma forma muito mais prazerosa de fazer com que os jogadores aprendam os controles, o que deixaria as coisas mais divertidas quando fossem para o multiplayer. E ele está certo, já que é realmente muito complicado aprender a jogar no meio de um fogo cruzado e as mortes frequentes podem afastar qualquer novato na franquia.

Ainda na rede social, Boyega disse ser fã da série Battlefront e que a acompanha há anos, o que justifica esse estranhamento na ausência de uma campanha. Diante desse contato, a Electronic Arts prontamente respondeu o ator. Afinal, era óbvio que a empresa não iria ignorar o protagonista da franquia que ela representa. No entanto, a resposta não foi tão animadora assim. Tudo o que o estúdio fez foi perguntar se o ator já havia conferido as missões.

Como um bom Stormtrooper que abandona seu posto para se juntar à causa rebelde, Boyega insistiu na questão. O herói de O Despertar da Força disse que já havia jogado esse modo, mas disse ter sentido falta de uma narrativa que conduzisse a experiência, algo que as tais missões não oferecem. Além disso, ele não perdeu tempo e logo se convidou para conhecer os estúdios da EA no Reino Unido — só esperamos que, dessa vez, Finn não exploda nada.

Depois disso, a Electronic Arts aproveitou o gancho apenas para combinar a visita do ator e não tocou mais no assunto de Star Wars Battlefront. Apesar do herói ter sido captado pelo lado negro da Força, a verdade é que seu pedido apenas demonstra algo que incomodou os jogadores desde o momento que o game chegou aos consoles. Ele é realmente muito bonito, intenso e os modos multiplayer são bastante divertidos. Contudo, todo mundo sentiu falta de uma campanha, mesmo que pequena, para criar o clima épico que todo mundo viu nos cinemas.

Com a estreia de O Despertar da Força tendo acontecido logo depois do lançamento do jogo, pode ter certeza que os fãs iam se empolgar muito mais com a possibilidade de controlar algum dos heróis. O próprio DLC Batalha de Jakku, que deveria unir a trilogia clássica com o novo longa, poderia ter sido usado para isso ao invés de ser apenas um mapa na lista.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.