Disney quer fazer de Star Wars uma série infinita

Por Redação | 20.11.2015 às 10:27

Desde a compra da Lucasfilm, a Disney deixou mais do que claro que a ideia é revitalizar a franquia Star Wars e torná-la mais rentável do que nunca. Basta ver a expectativa criada em torno do novo filme, O Despertar da Força, cujo primeiro trailer foi o suficiente para fazer as ações da empresa aumentarem a ponto de pagar os US$ 4 bilhões investidos na aquisição do estúdio de George Lucas. No entanto, se depender do Mickey, as coisas não param por aí.

Não é preciso ir muito longe para perceber isso, já que o universo de Guerra nas Estrelas voltou a aparecer em muitos outros meios além dos cinemas e da TV. Temos vários filmes sendo produzidos — além da nova trilogia, já anunciaram uma série de spin-offs, o que significa pelo menos cinco novos longas nos próximos anos —, assim como séries animadas. Isso sem falar das histórias em quadrinhos, livros, dos games e de uma infinidade de bonequinhos e outros produtos licenciados. Star Wars sempre foi uma máquina de imprimir dinheiro e a Disney apenas potencializou isso.

Tanto que a gigante do entretenimento já deu sinal de que pretende estender isso por um bom tempo. Segundo o site Wired, a empresa está vendo O Despertar da Força, o novo Battlefront e todos os demais produtos relacionados disponíveis até agora apenas como o ponto de partida para algo muito maior dentro da série. E eles cogitam contar histórias que vão desde 10 mil anos antes do nascimento de Luke Skywalker até 10 mil anos depois do icônico Jedi. Lembra-se quando o Mickey saiu apagando todo o universo expandido que existia antes da compra pela Disney? É porque a companhia quer criar o seu próprio e do seu jeito.

Star Wars

E os primeiros sinais disso já começam a aparecer aqui e ali. Além das próprias HQs que já circulam nas bancas e contam histórias além daquelas vistas nos cinemas, a empresa já tem contrato de pelo menos 10 anos com a Electronic Arts para a produção de novos jogos e a produtora já deu sinal de que pretende se aproveitar disso. Sabemos que há um game sendo produzido pela Visceral, famosa pela franquia Dead Space, e já começaram a surgir rumores sobre uma sequência do recém-lançado Battlefront. E ainda há alguns rumores que o cancelado Star Wars 1313 pode ressurgir das cinzas.

Isso sem falar, é claro, dos planos de construção de um parque temático totalmente inspirado em Star Wars. Assim, além de trazer diversos filmes, animações e outros produtos de entretenimento ligados à saga, a Disney ainda oferece um modo de fazer com que toda essa experiência se torne palpável. Não é difícil imaginar que ela vai lucrar horrores com cada uma dessas iniciativas, principalmente com a paixão que o mundo tem pela série e também pelo cuidado com que cada uma dessas produções vem sendo feita.

Assim, enquanto a gente segue sonhando com sabres de luz e com a Força, os acionistas mergulham naquela piscina de dinheiro do Tio Patinhas bem ao estilo Disney.

Via: Wired