Diretor de Vingadores nega saída do Twitter por causa de ataques de feministas

Por Redação | 07.05.2015 às 08:34

Embora Vingadores: Era de Ultron esteja sendo o sucesso que todos esperavam, o assunto mais discutido sobre o filme não é nenhuma cena específica vista nas telonas, mas a polêmica envolvendo o diretor Joss Whedon e sua saída do Twitter, supostamente causada pela enxurrada de mensagens criticando o papel de Viúva Negra no longa. Depois de muito apanhar, eis que a verdadeira mente por trás dos Heróis Mais Poderosos da Terra decidiu comentar o assunto.

Em entrevista, Whedon negou que o desligamento de sua conta na rede social tenha sido causado por conta dos ataques de grupos feministas descontentes com a aparente fragilidade da personagem de Scarlett Johansson. Segundo ele, esse tipo de comportamento sempre foi constante desde que ele entrou no serviço e que isso não tem nada a ver com sua saída de lá.

De acordo com ele, o real motivo para abandonar o Twitter foi meramente profissional. Com o lançamento do novo Vingadores, o diretor disse que voltaria a trabalhar no roteiro de seu próximo filme e que, para isso, ele precisaria de um pouco de paz e sossego — e, como todos sabemos, as redes sociais têm qualquer coisa, menos isso.

Whedon disse ainda que o principal problema do Twitter é que ele é viciante a ponto de fazê-lo perder muito tempo lendo as publicações de amigos ou conferindo suas notificações dentro do serviço e que, assim, permanecer iria apenas atrapalhá-lo no processo criativo.

No entanto, ele não esconde o incômodo causado pelos ataques. Além desse desvio de atenção, o diretor diz que não se pode dar ao luxo de ficar chateado diante das constantes mensagens de ódio para que isso não prejudique o desenvolvimento de seu novo trabalho.

Já em relação à polêmica envolvendo os comentários de grupos feministas em relação ao último Vingadores, Whedon foi certeiro. Conhecido por suas personagens femininas fortes — como a icônica Buffy —, o diretor criticou a postura dos ataques ao comentar sobre o extremismo das opiniões. Segundo ele, se você não viver de acordo com o que certos grupos consideram o correto uma única vez, vai ser considerado misógino, mesmo que isso contradiga tudo o que você fez até então.

Por fim, Joss Whedon disse não descartar a possibilidade de voltar à rede social em algum momento no futuro, mas que vai aproveitar esse momento para "viver como uma pessoa" e brincou dizendo se achar um velho que ainda não entendeu a nova tecnologia.

Via: BuzzFeed, The Verge