Criador do R2-D2 original morre aos 68 anos

Por Redação | 04.03.2016 às 15:14

O professor Tony Dyson, responsável pela construção do querido droid de Star Wars, R2-D2, morreu nesta sexta-feira (4) aos 68 anos. Ele foi encontrado por um vizinho em sua casa na ilha no Mar Mediterrâneo, e as suspeitas são de que ele faleceu devido a causas naturais.

Dyson ajudou a trazer à vida um dos mais emblemáticos personagens não humanos da história do cinema. O projeto original de R2-D2 foi desenhado por Ralph McQuarrie na década de 1970, e a empresa da qual Dyson era dono, a britânica White Horse Toy Company, foi escolhida para construir o robô. Ele já havia trabalhado em filmes como "Superman ll" e "007 Contra o Foguete da Morte", além de ser indicado a um Emmy na categoria de efeitos especiais.

Tony Dyson

Tony Dyson (Foto: Divulgação)

Dyson modelou o processo de construção do R2-D2 original na mesma técnica que sua empresa de brinquedos usava para fazer cavalinhos de balanço. Ele construiu oito droids para a franquia, incluindo algumas versões comandadas por controle remoto, duas versões que o ator Kenny Baker entrava dentro e operava o robô, e um modelo descartável para o Império O Império Contra-Ataca.

Depois de sua experiência com o cinema, Dyson focou sua carreira na inteligência artificial e robótica, construindo bots para a Sony, Toshiba e outras empresas de eletrônicos. No entanto, sua paixão pelo R2-D2 seguiu firme e forte, tanto que criou um clube de construtores do robô na Inglaterra, permitindo que os fãs pudessem criar seus próprios droids.

R2-D2

O ator britânico Kenny Baker, dentro de um dos robôs criados por Tony na saga de Star Wars (Imagem: Reprodução / Internet)

Via Gizmodo