As sessões de cinema podem não ser mais tão tranquilas quanto você gostaria

Por Redação | 27.08.2014 às 08:28
photo_camera Cinema

Poucas coisas irritam tanto quanto ir ao cinema e ser importunado por alguém conversando alto e/ou digitando mensagens no telefone celular enquanto a sessão está rolando, certo? Errado! Pelo menos para um cinema da China que não só acha isso normal, como também incentiva seus frequentadores a fazê-lo.

De acordo com o Wall Street Journal, um cinema da cidade chinesa de Hangzhou vem tentando angariar mais clientes e um dos "chamarizes", se assim pode-se dizer, é a possibilidade dos expectadores compartilharem seus comentários na telona durante a exibição dos filmes. Os primeiros testes foram conduzidos no mês passado durante a estreia de "Legend of Qin".

Nas primeiras projeções os clientes foram orientados a utilizar uma rede Wi-Fi específica e acessar um site onde podem publicar sua opinião sobre o que está rolando no filme. Na sequência, uma tela extra posicionada ao lado da tela de projeção começa a exibir as mensagens como se fosse uma linha do tempo do Twitter.

Desde os primeiros testes, o filme já foi exibido outras 500 vezes em 11 cidades diferentes, que também puderam experimentar a nova modalidade. O problema é que, aparentemente, a coisa toda não vem surtindo o efeito esperado pela rede de cinemas. Uma pesquisa recente conduzida na rede social Weibo com mais de 400 frequentadores de cinema apontou que mais da metade deles acha os comentários irritantes e desnecessários.

A tela adicional é colocada ao lado da principal de projeção e exibe todos os comentários dos expectadores em tempo real. Ideia inicial é fazer uma espécie de

A tela adicional é colocada ao lado da principal de projeção e exibe todos os comentários dos expectadores em tempo real. Ideia inicial é fazer uma espécie de "Você Decide" dos cinemas, mas recurso vem sendo usado para azaração (Imagem: Reprodução/Wall Street Journal)

Mesmo com a reação negativa do público, a ideia da cadeia de cinemas é expandir o negócio. Outras salas de cinema em Pequim, Xangai e Hangzhou inclusive já estão recebendo a tela adicional para oferecer a modalidade aos frequentadores.

Shen Leping, diretor de "Legend of Qin", vê a iniciativa como benéfica para a indústria como um todo. "Com isso nós nivelamos diretores e expectadores e eu acredito que a opinião do público é muito importante para nós da indústria", disse o diretor. "Nós podemos, por exemplo, conduzir enquetes em tempo real e até mesmo mudar o desenrolar da trama com base na reação do público", acrescentou.

O problema é que, segundo o site, o diretor parece não ter comparecido a nenhuma sessão do seu filme que possua o novo recurso para constatar que ele vem sendo utilizado por solteirões que tentam descolar uma namorada se exibindo na tela anexa e não para fazer com que essa espécie de "Você Decide" das telonas funcionar.