Telescópio russo vai monitorar o lixo espacial a partir de solo brasileiro

Por Redação | 30 de Março de 2016 às 15h40
photo_camera Reprodução/ESO

Uma parceria entre a Roscosmos, a agência espacial da Rússia, e a Agência Espacial Brasileira vai permitir a instalação de um telescópio russo em território brasileiro. A função do equipamento é monitorar o lixo espacial, trabalhando sempre que houver visibilidade para ficar de olho em objetos que orbitam o nosso planeta. A ideia é criar um banco de dados com a trajetória e a localização de detritos que apresentam algum risco de colisão com a Terra ou com satélites artificiais ativos.

O telescópio do governo russo será instalado no Observatório do Pico dos Dias, localizado a 1.800 metros de altura no município de Brazópolis, em Minas Gerais. O equipamento terá um porte pequeno, com 75 centímetros de abertura, mas com capacidade suficiente para analisar regiões vastas do céu sob o solo brasileiro. O acordo para a instalação do telescópio será assinado no dia 7 de abril, na sede do Laboratório Nacional de Astrofísica, em Itajubá, também no estado de Minas Gerais.

O equipamento deve começar a funcionar já em novembro deste ano e será o segundo criado pelo governo russo especificamente para monitorar lixo, o primeiro fora da Rússia — um equipamento do tipo já está em operação nas montanhas Altai, no país euroasiático. “A seleção está ligada com o nível profundo de cooperação na área espacial entre Brasil e Rússia”, declarou à Folha de S.Paulo Gennady Saenko, representante da Roscosmos.

Fonte: Folha de S.Paulo

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!