Suas ondas cerebrais poderão substituir senhas em breve

Por Redação | 05 de Junho de 2015 às 10h16

Pesquisadores da Universidade de Binghamton (EUA) descobriram que, com um pouco de treinamento, um computador pode identificar o usuário com base na maneira como o seu cérebro reage a determinadas palavras. Isso significa que em vez de decorar uma senha, você poderia desbloquear seus arquivos protegidos simplesmente ouvindo algumas palavras.

A pesquisa foi publicada recentemente na revista acadêmica Neurocomputing e, de acordo com o estudo, os pesquisadores observaram sinais do cérebro de 45 voluntários enquanto eles liam uma lista de 75 siglas, como FBI e DVD. Eles gravaram a reação do cérebro a cada grupo de letras e descobriram que os cérebros dos participantes reagiram de forma diferente a cada sigla, o suficiente para que um sistema de computador fosse capaz de identificar cada voluntário com 94% de precisão. Os resultados sugerem que as ondas cerebrais podem ser usadas como sistemas de segurança para verificar a identidade de uma pessoa.

Curiosamente, essas "impressões cerebrais" são tão originais quanto as impressões digitais, mas ainda mais maleáveis. "Se a impressão digital de alguém é comprometida, essa pessoa não pode simplesmente criar um novo dedo para substitui-la – ela estará comprometida para sempre. As impressões digitais são 'não canceláveis'. As impressões cerebrais, por outro lado, são potencialmente canceláveis. Assim, no caso improvável de que alguém consiga roubar a impressão cerebral de um usuário, ele poderia resetar sua impressão", disse Sarah Laszlo, uma professora assistente de psicologia e linguista envolvida no projeto.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.