Stephen Hawking diz que seres humanos devem deixar a Terra nos próximos 100 anos

Por Redação | 03 de Maio de 2017 às 18h29

Se depender das previsões de Stephen Hawking, os dias dos seres humanos na Terra estão contados. Durante uma reunião sobre seu novo documentário, o físico alertou que as pessoas precisarão encontrar novos planetas para habitar no próximo século. Segundo as informações, dentro dos próximos cem anos a humanidade poderá ser extinta por conta das mudanças climáticas, epidemias, superpopulação e choques com asteróides.

“Eu acredito que a vida na Terra está em risco crescente de ser extinta por um desastre, como uma guerra nuclear, um vírus com modificações genéticas ou outros perigos”, falou o físico. Com isso, o cientista defende que a espécie humana só tem como alternativa mudar para outro lugar no espaço. “Lembrem-se de olhar para as estrelas, lá em cima, e não para seus pés, lá embaixo”, anunciou Hawking.

No ano passado, o cientista já havia alertado o mundo sobre as chances de um evento de extinção em massa acabar com a vida como conhecemos, e ao que tudo indica, Hawking está cada vez mais convencido disso. "Nessa altura, deveríamos estar espalhados pelo espaço e outras estrelas, de modo que um desastre na Terra não significaria o fim da raça humana", disse.

E não é só Stephen Hawking que tem uma visão pessimista sobre o futuro. O bilionário Elon Musk já iniciou seus esforços para colonizar Marte nas próximas décadas. "Eu não tenho uma profecia sobre o dia do juízo final", Musk disse em 2016, "mas a história sugere que algum momento o fim acontecerá", completou.

Apesar da notícia pouco animadora, Hawking fez questão de mostrar o lado positivo de toda essa história. Para ele, a compreensão fundamental do universo avançou ao ponto de considerar o agora como um "tempo glorioso para estar vivo e pesquisando a física teórica".

E você, concorda com as previsões do físico? Conte para a gente nos comentários.

Via Newsweek

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.