Stephen Hawking avisa: Homem pode ter apenas mais 1.000 anos de vida na Terra

Por Sérgio Oliveira | 18 de Novembro de 2016 às 08h42

O renomado físico teórico Stephen Hawking disse acreditar que os dias do Homem na Terra estão contados e que temos de achar um novo planeta para viver o quanto antes.

Discursando à Oxford Union Society nesta semana, Hawking expressou toda sua preocupação para com o futuro da humanidade. "Não acredito que sobreviveremos a mais 1.000 anos sem termos de deixar nosso frágil planeta", disse aos participantes do encontro.

Esta não é a primeira vez que o físico britânico demonstra sua inquietação com o assunto. Na verdade, há anos ele alerta cientistas e a sociedade sobre o futuro tenebroso que pode estar reservado para nós.

Em 2013, a mesma previsão de que a humanidade tem cerca de 1.000 anos para abandonar a Terra foi feita durante um discurso no Hospital Cedars-Sinai, em Los Angeles. Em entrevista ao Big Think em 2010, Hawking disse que "será difícil evitar um desastre na Terra nos próximos cem anos". "A raça humana não deveria ter colocado todos os seus ovos em uma única cesta, ou em um único planeta", metaforizou o físico.

Para nos ajudar a escapar desse aparentemente inevitável destino, Hawking tem se envolvido em inúmeros projetos cujo objetivo é ajudar a tornar o ser humano multiplanetário. Será que ele será tão bem-sucedido nessa empreitada como tem sido com sua batalha contra a ELA nos últimos 50 anos? Vamos torcer para que sim, né?

Via Daily Mail

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.