Startup deve passar na frente da SpaceX e abrir rota comercial no espaço em 2017

Por Redação | 06 de Junho de 2016 às 21h30

A Blue Origin e a SpaceX que se cuidem, porque tem mais competição na área. O governo norte-americano está quase aprovando uma missão espacial organizada pela startup Moon Express para o fim de 2017, de acordo com o jornal The Wall Street Journal.

A decisão de aprovar o voo espacial vem depois de meses de lobby e conversas condenadas entre a companhia e diversas agências federais dos Estados Unidos, com destaque para o gabinete de ciência da Casa Branca. O problema é que sob leis internacionais, os Estados Unidos são responsáveis por toda carga paga tanto de voos espaciais públicos quanto privados, o que faz com que viagens comerciais para o espaço sejam um problema legal complexo, não só na terra do Tio Sam, como internacionalmente.

Por outro lado, a startup Moon Express é pouco conhecida, mas já tem planos concretos: pousar um conjunto de equipamentos do tamanho de uma mala no solo da lua para "exploração contínua e desenvolvimento comercial", de acordo com o site da companhia.

Sendo assim, a empresa entra em concorrência direta com a SpaceX de Elon Musk, que também tem planos de fazer voos comerciais para o espaço. Para a SpaceX, os primeiros voos ao espaço só devem acontecer em 2018, de acordo com estimativas da própria empresa.

Mesmo sem comentar oficialmente o assunto, representantes da Moon Express estão "bem otimistas" quanto as datas de lançamento da linha espacial.

Via: The Wall Street Journal, TIME

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.