Sonda Cassini mostra “nascer” de Encélado, uma das luas de Saturno

Por Redação | 02 de Dezembro de 2015 às 13h00
photo_camera NASA/JPL-Caltech/Space Science Institute

A imagem da Lua crescente é bela por si só. Agora, imagine um satélite natural com esse formato “nascendo” acima de Saturno? Pois foi o que a sonda Cassini, da NASA, registrou na última segunda-feira (30). Na foto podemos ver Encélado, uma das diversas luas do planeta, surgindo logo acima de seus belíssimos anéis — que, apesar de parecerem uma superfície lisa, são compostos de milhares de pequenos pedaços de gelo orbitando na mesma direção.

O momento do pequeno satélite congelado foi, na verdade, capturado em julho desde ano, mas só chegou agora aos computadores da agência espacial norte-americana, já que a enorme distância entre Saturno e a Terra faz com que a transmissão das informações leve um tempo para ser realizada.

Encélado contribui bastante para a beleza dos anéis de seu planeta, constantemente emitindo plumas de gelo em sua direção. Cientistas já consideraram também a hipótese da lua ser um dos únicos objetos do Sistema Solar capazes de suportar algum tipo de vida microbiana, e recentemente a NASA confirmou a existência de um vasto oceano líquido debaixo de sua crosta congelada, reforçando essa esperança. No entanto, a sonda Cassini não é capaz de detectar sinais de vida como a conhecemos.

Encélado

Foto da superfície de Encélado registrada pela Cassini (Reprodução: NASA)

“Enquanto a nave Cassini não tem os instrumentos necessários para detectar vida, ela tem instrumentos que podem nos dizer sobre as características de seu oceano, e são essas características que determinarão sua habitabilidade e nos dirão se a existência de vida em Encélado é ao menos uma remota possibilidade”, disse Curt Niebur, cientista da missão, que continuará explorando Saturno e suas diversas luas até meados de 2017, quando seu combustível está previsto para acabar e a nave será consumida pela atmosfera do planeta.

Fonte: NASA

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.