Satélite chinês para estudo de matéria escura faz primeiro contato com a Terra

Por Redação | 29.12.2015 às 14:24
photo_camera Reprodução

O satélite chinês para exploração de particulas de matéria escura (DAMPE, em inglês) enviou informações de volta para a terra pela primeira vez desde seu lançamento, realizado no último dia 17 a partir do Jiuquan Satellite Launch Center, na província de Gansu. Os dados enviados mostram que todos os sistemas estão funcionando como esperado e o equipamento está pronto para iniciar sua missão de três anos.

Apelidado de Wukong, o satélite deverá explorar a natureza das partículas de matéria escura, que formam a maior parte da massa do universo — cerca de seis vezes a massa total de átomos existentes. Apesar de ser considerada essencial para a rotação das galáxias no universo, a matéria escura nunca foi detectada por cientistas.

Para encontrar as partículas, o DAMPE buscará por raios gama, elétrons e outros raios cósmicos de alta-energia que podem dar algum tipo de informação sobre a natureza da matéria escura. A expectativa, no entanto, é que a missão não será fácil, já que cálculos indicam que a matéria negra é extremamente não-reativa.

O satélite foi construído pela Academia Chinesa de Ciências em colaboração com a Universidade de Geneva, da Suíça, e do Instituto Nacional de Física Nuclear, da Itália. O novo equipamento é semelhante ao Alpha Magnetic Spectrometer (AMS), instalado atualmente na Estação Espacial Internacional, e deverá ajudar no refino das buscas pelas partículas.

Fontes: Gizmodo, The Guardian