Pesquisadores criam o menor sensor de temperatura do mundo

Por Redação | 11 de Dezembro de 2015 às 08h45

Pesquisadores da Universidade Tecnológica de Eindhoven (TU/e), na Holanda, criaram o menor sensor de temperatura já conhecido do mundo. O tamanho minúsculo do aparelho só foi possível porque ele é movido a ondas de rádio, que são captadas por um sensor de conexões sem fio presente no equipamento.

O pesquisador Hao Gao, da TU/e, desenvolveu o equipamento como parte da sua tese de pós-doutorado. Ele mede apenas 2 milímetros quadrados e pesa apenas 1,6 miligramas — o mesmo que um grão de areia. Atualmente, o sensor tem uma área de alcance também bastante pequena, de apenas 2,5 centímetros, mas os pesquisadores envolvidos no projeto esperam ampliá-la para um metro dentro de um ano e, futuramente, para cinco metros.

Discreto e sustentável

Um dos destaques do sensor é o baixíssimo consumo de energia, que chega até ele por meio de um sistema de roteador especialmente desenvolvido para o aparelho minúsculo. O sistema conta com uma antena responsável pelo envio de ondas de rádio a fim de manter o sensor trabalhando. E todo esse processo é feito com grande precisão para gastar menos energia — como o equipamento demanda pouca energia para funcionar, tal objetivo é alcançado.

Menor sensor de temperatura do mundo

Menor sensor de temperatura do mundo. (Foto: Bart van Overbeeke/Universidade Tecnológica de Eindhoven)

Ele conta com uma antena para capturar as ondas de rádio e é capaz de armazenar energia suficiente para colocá-lo na ativa. Assim que ele consegue determinar a temperatura ao seu redor, envia o sinal de volta ao roteador. E a precisão aqui também é uma marca, pois esse processo todo é capaz de identificar a temperatura da frequência e deduzi-la da somatória a fim de passar a informação correta.

O professor de tecnologia sem fio da TU/e Peter Baltus explica que o pequeno equipamento pode ser de grande utilidade em construções inteligentes, afinal ele pode funcionar mesmo que debaixo de uma camada de tinta. E outros tipos de sensores poderão ser construídos a partir da mesma tecnologia, indo desde sistemas de pagamento e identificação sem fio até sistemas de produção industrial e construções inteligentes.

Fonte: TU/e

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.