Ovários feitos por impressão 3D permitem que ratos tenham filhotes

Por Redação | 18.05.2017 às 08:22

Nesta quarta-feira (17), a revista Nature publicou os resultados de uma pesquisa, no mínimo, inovadora. Uma rata de laboratório deu à luz a uma ninhada de filhotes nascidos graças ao desenvolvimento da tecnologia de impressão 3D. É isso mesmo, os ratinhos foram gerados em ovários impressos.

De acordo com a publicação, os ovários artificiais foram criados a partir de gelatina em camadas. O uso da gelatina foi proposital, já que a substância é rica em colágeno, encontrado em abundância em camundongos (e também em humanos). Com isso, ovários feitos por impressão 3D foram implantados no lugar dos ovários naturais através de cirurgia e, para a surpresa de todos, após três semanas os pesquisadores observaram que vasos sanguíneos haviam se formado.

Os cientistas batizaram o órgão como "ovário bioprotésico", e as ratas que os contêm foram, eventualmente, colocadas para acasalar com os machos. Três das fêmeas deram à luz a ninhadas com um ou dois filhotes. Ao que tudo indica, a produção de hormônios dos camundongos foi normal, e eles foram capazes de amamentar os filhotes sem qualquer problema.

A expectativa é de que as pesquisas envolvendo ratos avancem para, um dia, oferecerem uma alternativa para que mulheres com problemas de fertilidade possam gerar seus filhos.

Via SlashGear