O futuro chegou: cientistas fazem teletransporte quântico com sucesso

Por Redação | 19 de Junho de 2017 às 13h47

Ainda que não se trate de um teletransporte digno de Star Trek, cientistas da Universidade de Ciência e Tecnologia da China conseguiram realizar o teletransporte quântico entre o espaço e a Terra com sucesso, a uma distância de mais de 1.200 quilômetros.

Liderados pelo físico Jian-Wei Pan, os pesquisadores usaram o satélite Micius, que foi lançado em agosto de 2016 e orbita a 100 km da Terra, para enviar as partículas quânticas emaranhadas, quebrando os recordes anteriores que, até então, haviam registrado uma transmissão similar de cerca de cem quilômetros.

Questionado até mesmo por Albert Einstein, o processo de emaranhamento quântico é tão surreal que, somente agora, está sendo provado como possível. Nele, pares de partículas atadas conseguem interferir entre si independentemente de quão longe estejam. Sendo assim, o processo é capaz de teletransportar informações instantaneamente entre distâncias extremamente longas.

Voltando a falar sobre o satélite Micius, que foi lançado pelo programa Quantum Experiments at Space Scale (QUESS), ele marcou o primeiro passo para se criar uma rede global de comunicação quântica, enviando fótons emaranhados através de raios laser, em vez de utilizar fibras físicas. No entanto, alinhar a fonte com o receptor era o maior desafio, que foi superado pela equipe de pesquisadores chineses.

Estabelecer uma rede de comunicação quântica pode não somente tornar as telecomunicações muito mais rápidas, como também mais seguras do que os moldes atuais. O estudo foi publicado na renomada revista Science e, a partir de agora, espera-se que a evolução desta tecnologia faça com que a internet do futuro seja baseada em princípios quânticos.

Fonte: Science

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.