Neblina misteriosa e pontos brilhantes no planeta Ceres intrigam cientistas

Por Redação | 27 de Julho de 2015 às 08h44
photo_camera Nasa

Reflexo da luz solar em gelo, sal, ou até mesmo teorias envolvendo alienígenas; várias são as suposições para explicar o que seriam os pontos de luz e a neblina misteriosa avistados em Ceres, planeta anão que fica no cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter, na última semana.

Os cientistas do projeto Dawn revelaram que a neblina pode ser vista somente em algumas partes do dia, desaparecendo, misteriosamente, em outras. Comparações com a série Lost à parte, a NASA afirma que o fenômeno pode sugerir o surgimento de uma possível atmosfera no planeta anão.

Ceres Brilho

Reprodução: Nasa

Desde março deste ano, Dawn está na órbita de Ceres e também revelou imagens super nítidas de pontos brilhantes em sua superfície, porém a explicação para sua origem permanece nas sombras. Algumas das hipóteses seriam gelo ou sal refletindo a luz solar, mas os brilhos também poderiam ser causados por vapor de água ou vulcões congelados.

Zoom Brilho de Ceres

Reprodução: Nasa

Voltando à neblina, ela foi avistada acima de uma cratera chamada Occator, onde também estão os pontos mais brilhantes já registrados até então e se estende até sua borda. A descrição veio de Chris Russel, principal investigador da missão, que forneceu esses e mais detalhes durante uma reunião na Nasa Ames Research Center, em Moffet Field, na Califórnia.

O vídeo abaixo, animado pela NASA, nos faz imaginar como é sobrevoar este planeta recoberto por crateras e mistérios:

"Ao meio-dia, dependendo do ângulo de visão, é possível ver o que parece ser uma neblina", disse Russel, também revelando que "ela vai e volta seguindo um padrão regular". A nave Dawn é capaz de determinar a composição da neblina, mas ainda não teve a chance de realizar o estudo.

Enquanto isso, o Dr. Marc Rayman, engenheiro chefe e diretor da missão, aposta na teoria do sal para justificar os pontos que brilham, pois é possível que uma antiga superfície de água salgada tenha deixado resíduos da substância em crateras. A missão também descobriu que Ceres é um pouco menor do que o esperado, cerca de 4% menor do que as dimensões previamente imaginadas.

Fonte: Daily Mail Online

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.