NASA vai levar HoloLens da Microsoft para o espaço

Por Redação | 15.09.2015 às 08:39

Em junho, a explosão de um foguete da SpaceX que estava indo para a Estação Espacial Internacional (ISS) deixou muitas pessoas decepcionadas, entre elas o Dr. Jeff Norris, que lidera missões de operações de inovação da NASA. Isso porque entre os itens que estavam a bordo da nave espacial havia dois headsets de realidade virtual da Microsoft, o HoloLens.

Jeff Norris trabalha no Jet Propulsion Laboratory em Pasadena, Califórnia, criando ferramentas que estão revolucionando o controle de robôs e espaçonaves. Apesar da experiência frustrada há alguns meses, ele não desistiu de tentar enviar o HoloLens para o espaço. Uma nova tentativa de envio do gadget está programada para o dia 03 de dezembro como parte de um lançamento de carga comercial pela empresa aeroespacial Orbital Sciences para reabastecer a ISS.

Aqui na Terra, dispositivos de realidade virtual podem, eventualmente, ser usados para uma variedade de coisas, como aproveitar games que misturam elementos 3D com a realidade ou conversar remotamente com amigos como se eles estivessem na sua sala de estar. Mas por que a NASA está tão interessada em mandar o HoloLens para a Estação Espacial? A agência enxerga aplicações mais práticas dessa tecnologia no espaço.

A agência espacial norte-americana espera usar o HoloLens na ISS para permitir que astronautas trabalhem em parceria com especialistas remotos, que podem ver o que o astronauta vê e ajudar com tarefas desconhecidas. O dispositivo também pode atuar como um manual de instruções de realidade virtual que, por exemplo, usa imagens 3D para mostrar à tripulação como lidar com determinados equipamentos.

O Dr. Jeff Norris diz que a NASA também está trabalhando em outras aplicações para o gadget, como o uso de realidade virtual para o gerenciamento de inventário. Aparentemente, o HoloLens deve ajudar a manter o controle de onde as coisas estão guardadas na Estação Espacial. A entidade espacial tem um protótipo de aplicativo que pode ser usado para reconhecer um objeto e mostrar onde ele deve ser armazenado.

Entretanto, para tentar entender como o HoloLens deve ser usado na ISS, a NASA testou os óculos na sua estação de pesquisa subaquática na Flórida, no final de julho e início de agosto. Os astronautas usaram o dispositivo para tarefas como verificação de equipamentos de respiração autônomos.

As diversas etapas foram acompanhadas por um perito que estava em um centro de controle longe da água e usou uma versão do Skype criada especialmente para o HoloLens, no qual uma câmera nos óculos permite que o especialista veja aquilo que o astronauta está vendo. Se necessário, o especialista remoto pode desenhar no ar para apontar as coisas.

Embora Norris acredite que aplicativos como este podem ser úteis, ele também sabe que existem desafios enormes associados à criação de apps de realidade virtual, tais como descobrir como deve ser o design do menu de um app desse tipo e como o usuário deve interagir com ele, uma vez que não é exibido na tela de smartphone ou notebook, por exemplo.

De acordo com o CEO da Microsoft, Satya Nadella, o HoloLens deve chegar já no ano que vem às mãos de desenvolvedores interessados, que poderão começar a produzir experiências e trabalhar com o dispositivo. Os usuários finais, porém, podem ter que esperar até cinco anos para colocar as mãos nos óculos da empresa.

Via MIT Technology Review