NASA quer que qualquer pessoa explore Marte por meio da realidade virtual

Por Redação | 26 de Fevereiro de 2016 às 08h25

Quando o primeiro ser humano colocar os pés em Marte em um futuro não muito distante, outras pessoas poderão participar remotamente da missão graças à realidade virtual. Isso porque uma nova tecnologia da NASA pretende explorar o planeta vermelho de uma maneira diferente.

Desde que o primeiro equipamento esteve em Marte no ano de 1997, os cientistas têm estudado a superfície do planeta apenas atrás de um computador. "Começamos a trabalhar em maneiras de romper esses limites", disse Jeff Norris, do Jet Propulsion Laboratory da NASA.. Ele também falou sobre a parceria entre a NASA e a Microsoft, chamada de Onsight. Ela tem permitido que os pesquisadores explorem virtualmente a superfície marciana, utilizando dados das rovers e imagens de satélites. "Queremos trazer a superfície de Marte para dentro dos escritórios", afirmou Norris.

Marte

Embora a experiência de realidade virtual esteja disponível apenas para pesquisadores da NASA, existe a possibilidade de, eventualmente, trazê-la para os consumidores em todo mundo. Assim, qualquer pessoa poderia se tornar um astronauta virtual, ou "telenauts", conforme foram chamados por Norris.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Com o auxílio do HoloLens da Microsoft, as pessoas poderaim carregar a experiência de realidade virtual de Marte. A partir daí, enquanto caminham pela superfície, seria possível descobrir lugares ou imagens interessantes que poderiam ser marcadas para que os cientistas avaliassem melhor o local. "Nós construímos telescópios maravilhosos" para explorar o universo no passado, disse Norris. "A realidade virtual pode desempenhar o papel de um novo telescópio para nós".

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.