Nasa e ESA querem lançar missão para desvio de grandes asteroides em 2020

Por Redação | 16.11.2016 às 23:25
photo_camera Daily Mail

Recentemente, um grupo de cientistas se reuniu para tentar descobrir o que aconteceria caso um grande asteroide atingisse em cheio o nosso planeta. Diante disso, a ESA e a NASA estão se programando para que em 2020 enviem uma missão ao espaço, a fim de testar tecnologias que poderiam desviar um objeto grande o suficiente para destruir a Terra.

A junta euroamericana de cientistas ainda está nos estágios iniciais deste plano de defesa, e dentro de algumas semanas a ESA decidirá se vai ou não continuar na missão. E é justamente devido a problemas como este e à complexidade dos trabalhos que os estudiosos escreveram uma carta aberta, pedindo apoio financeiro para continuar com o planejamento.

A missão, apelidada de AIDA (Avaliação de Impacto e Deflexão de Asteroides), será dividida em duas: do lado da Europa, está a avaliação do impacto e suas consequências. Já os americanos ficam com o teste de redirecionamento do objeto. Ambas consistem em enviar sondas espaciais ao sistema binário de asteroides Didymos, cujos corpos devem passar a Terra em tamanho em 2022. Assim, os cientistas terão a oportunidade de testar várias técnicas de redirecionamento de curso dos objetos, sem depender apenas de simulações.

Mas os astrônomos estão cientes da enorme complexidade do projeto. Eles não conseguirão caracterizar a superfície dos asteroides devido ao seu tamanho, e a sonda terá de lidar com situações de gravidade extremamente baixa, com velocidades lentíssimas. Mesmo assim, a esperança é fazer a diferença e conseguir realizar os testes, para que, no futuro, possamos defender nosso planeta de uma catástrofe cósmica.

Via ExtremeTech