NASA confirma que existe gás neon na atmosfera da Lua

Por Redação | 18 de Agosto de 2015 às 14h55
photo_camera T.A. Rector and I.P. Dell’Antonio/NOAO/AURA/NSF

Apesar de ter sofrido um acidente "fatal" na superfície da Lua em 2014, o equipamento do programa Lunar Atmosphere and Dust Environment Explorer (LADEE) recolheu uma série de dados que estão sendo, pouco a pouco, analisados pela NASA. Uma das conclusões é a confirmação de que há gás neon presente na superfície lunar, conforme já desconfiavam astrônomos e cientistas desde a época das missões Apollo.

LADEE

Concepção artística do equipamento do projeto LADEE orbitando a Lua (Reprodução: NASA Ames/Dana Berry)

A presença do gás utilizado nos luminosos de Las Vegas é abundante na superfície da Lua, de acordo com comunicado publicado no site da Agência Espacial Norte Americana nesta última segunda-feira (17), mas sua atmosfera muito fina elimina a possibilidade do satélite "brilhar" como os letreiros da Cidade do Pecado.

Outras substâncias presentes em abundância na sutil atmosfera lunar são os gases hélio e argônio, e sua principal fonte de produção são os ventos solares, tendo picos de concentração diferentes ao longo do dia. O vento solar produz, em sua maioria, hidrogênio e hélio, mas também contém outros elementos em pequenas quantidades, incluindo o neon encontrado na Lua.

Lançado a partir do Wallops Flight Facility da NASA, em Virginia, o equipamento do programa LADEE orbitou nosso satélite de outubro de 2013 a abril de 2014, quando se chocou contra a superfície lunar por conta de falta de combustível para continuar a missão. Entretanto, os seis meses de operação foram suficientes para que o programa reunisse dados sobre a composição e variação temporal da atmosfera da Lua.

Fonte: NASA

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.