Ford testa seus carros autônomos na neve

Por Redação | 14 de Janeiro de 2016 às 12h18

Dirigir na neve não é algo comum no Brasil, afinal por aqui são poucos os lugares que presenciam este evento natural. Entretanto, em outros países, como os Estados Unidos, isso é bem comum, o que cria um problema para as companhias que desenvolvem os carros autônomos. Pensando nisso, a Ford resolveu colocar seus sistemas de veículos sem motoristas à prova.

Tradicionalmente, os veículos utilizam sensores de imagem a laser e radar para se localizarem e identificarem os limites da pista. Entretanto, quando o asfalto é tomado pela neve, isso fica praticamente impossível, levando a Ford a pensar em algo capaz de burlar esta situação. A solução encontrada foi a utilização de mapas em alta definição dos locais por onde o carro passa, que permitem a ele identificar a pista a partir da sua “memória”, sem precisar recorrer aos sensores tradicionais.

Autonomia na neve

O sistema é chamado de “snowtonomy” (união das palavras "neve" e "autonomia", em inglês) e utiliza sensores de imagem LIDAR, a base de laser, que ficam localizados no teto do veículo. A partir dali eles analisam a situação a fim de “encaixar” o mapa pré-carregado sobre a pista, permitindo que eles se localizem sobre o asfalto coberto pela neve.

Carro autônomo Ford

Ford testa seus carros autônomos na neve. (Foto: Divulgação/Ford)

“Estes testes vão nos ajudar a levar os veículos totalmente autônomos ao nível máximo”, comenta o diretor de tecnologia da Ford, Raj Nair, em conferência nesta segunda-feira (11) na North American International Auto Show, realizada em Detroit. Os testes são realizados dentro do complexo Mcity, que simula uma cidade e fica situado dentro da Universidade de Michigan, no mesmo município.

“Nossos sensores a laser estão aptos a detectar chuva, então temos que ensinar os nossos carros a ver através dos pingos e das neblinas pesadas das manhãs frias, e continuar a detectar objetos corretamente”, afirmou a companhia em um comunicado divulgado na última semana. Em suma, se os planos da Ford derem certo e o sensor deles for tão bom quanto prometido, será de fato um grande avanço para os carros autônomos.

Fonte: PC World

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.