Empresa cria tecnologia que converte CO2 em combustível

Por Redação | 05.10.2016 às 15:45
photo_camera Reprodução

Uma empresa canadense está desenvolvendo uma tecnologia que pode revolucionar a produção global de energia: converter dióxido de carbono da atmosfera em combustível.

O projeto dar Carbon Engineering, sediada em Calgary, consiste na construção de uma planta industrial de US$ 9 milhões, capaz de capturar uma tonelada de CO2 por dia. Isso equivale a menos 100 carros nas estradas anualmente.

O equipamento conta absorve o ar da atmosfera e filtra o CO2 em seu mecanismo, em uma solução de carbonato, enquanto o ar purificado sai pelo outro lado. A solução resultante desta filtragem depois é aquecida a 800 ou 900 graus, produzindo carbono puro, podendo ser usado como combustível na mistura com gasolina ou diesel, podendo produzir de 200 a 400 litros a partir de capturas diárias.

O projeto, envisionado pelo cientista climático David Keith, da Universidade de Harvard, e que conta com investidores como Bill Gates, ainda está em escala de testes, mas os pesquisadores acreditam que ela pode ser ampliada para absorver até um milhão de toneladas de CO2 todos os dias.

De acordo com a empresa, a proposta do novo equipamento é atuar em emissões diferentes das industriais, que podem investir em tecnologias de captura direta de suas emissões de CO2. O plano da Carbon Engineering com a novidade é trazer um equipamento capaz de minimizar bastantes os impactos das emissões diárias de CO2 vindas de fontes como carros por exemplo, um trabalho que somente as árvores no planeta não dão conta.

Segundo pesquisas, para conter a poluição diária global, seria preciso plantar um número muito maior de árvores, incluindo o uso de áreas de cultivo para outras atividades. Para a Carbon Engineering, o uso desta nova tecnologia pode ser implementado em diversos lugares, seja em centros urbanos ou até mesmo em áreas como desertos.

Fonte: CBC.ca