Em breve você vai poder sentir o sabor dos alimentos em realidade virtual

Por Luciana Zaramela | 14 de Dezembro de 2016 às 18h27

Uma nova tecnologia vai trazer uma novidade que há muito tempo a gente busca no mundo virtual: sentir o sabor dos alimentos. Graças à realidade virtual, pesquisadores da Universidade de Tóquio criaram um dispositivo que "traduz" a sensação do paladar humano e pretende transferir para a sua língua o gosto da imagem que você vê na sua frente. Você pode até mastigar e sentir a textura. A investida faz parte do projeto Electric Food Texture Sistem.

A novidade chega através de um equipamento que consiste de uma placa metálica, que é estimulada por um aparelho para conseguir transferir diferentes temperaturas para a língua humana, que funciona como um sensor. A ideia é que a pessoa "prove" da tal placa, colocando-a na boca para sentir alguns sabores puros, como doce, salgado, azedo, amargo ou apimentado.

Durante um experimento com algumas "cobaias humanas", por assim dizer, os cientistas perceberam que algumas alterações na temperatura mimetizavam com sucesso o paladar, e os participantes envolvidos nos testes relataram que conseguiram sentir um sabor apimentado quando provaram a placa pela primeira vez. Depois, quando a placa foi levemente resfriada, eles relataram um sabor mentolado.

Já para simular a textura do alimento, os pesquisadores usaram um eletrodo ligado no músculo da mandíbula do testador. Através de corrente elétrica, os músculos da mastigação eram estimulados para contraírem ou relaxarem, tornando a mordida mais leve ou mais forte. Assim, era possível passar a sensação de dureza ou maciez quando eles mordiam a placa. Nos testes, os participantes realmente perceberam alterações na "textura" do alimento virtual enquanto mastigavam, o que pode fazer com que as pessoas acreditem estar mordendo um alimento mais duro, como um chocolate ou biscoito, ou mais macio, como um bolo ou marshmallow.

No entanto, os cientistas ainda estão investigando métodos para criar a sensação a partir do nada, ou seja, sem que exista essa placa desconfortável na boca do usuário.

Por enquanto, a tecnologia ainda está dando seus primeiros passos, mas no futuro poderá ajudar as pessoas a saciar a vontade de comer doces quando estiverem passando por um regime, por exemplo, ou controlar melhor doenças sistêmicas sensíveis ao açúcar, como diabetes e hiperglicemia.

Imagine só quando a realidade virtual estiver madura e pudermos apreciar os mais diversos tipos de alimentos por meio de um sensor e um headset antes de comprá-los nas lojas virtuais? Ou então provarmos uma comida diferente antes de pedi-la num restaurante? Também podemos pensar em simular o sabor de um alimento em outro, por exemplo: um jiló com gosto de chocolate. As opções são inúmeras e bem bacanas, e se depender dos cientistas de Tóquio, serão possíveis em poucos anos.

Veja só como funciona:

Via Futurism (Twitter)

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!