Drones científicos registram acasalamento entre tartarugas em extinção

Por Redação | 20 de Maio de 2016 às 11h42

A privacidade nos dias atuais está cada vez mais ameaçada pelo avanço da tecnologia, e ninguém mais está ileso: nem mesmo as tartarugas do Golfo do México, que foram flagradas por drones científicos enquanto estavam acasalando.

Brincadeiras à parte, os drones fazem parte de uma pesquisa realizada pela Universidade do Alabama, dos Estados Unidos, que busca mais informações sobre a densidade populacional das tartarugas-de-Kemp, que vivem no Golfo do México e estão ameaçadas de extinção. Para não incomodar os animais com análises feitas por terra ou por mar, a equipe optou por utilizar drones aéreos.

“Não é sempre que você pode debater pornografia de tartarugas”, brincou Elizabeth Bevan, estudante de doutorado da universidade, em entrevista à Hakai Magazine. Com as imagens obtidas por Bevan e Erica Navarro, sua parceira de estudos que trabalha no zoológico de Gladys Porter, os cientistas descobriram que essas tartarugas começam a dançar em torno do parceiro na hora do acasalamento, esfregando suas gargantas como uma maneira de formar uma ligação inicial antes do ato em si.

A equipe conseguiu registrar o acasalamento entre tartarugas-de-Kemp em sete diferentes situações, tendo percorrido quatro quilômetros pela costa do Golfo. Agora, os pesquisadores esperam comprar drones ainda mais avançados para conseguir captar uma quantidade maior de detalhes do cotidiano desses animais.

Fonte: Hakai Magazine

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.