Confira 10 das mais incríveis imagens registradas pela NASA em Marte

Por Redação | 12.05.2016 às 07:12 - atualizado em 12.05.2016 às 08:01

Nosso fascínio por Marte vem de longa data. Desde a invenção dos primeiros telescópios, astrônomos e entusiastas da astronomia vêm observando e estudando o Planeta Vermelho a fim de conhecer melhor nosso vizinho espacial, já tendo sido considerada até mesmo a hipótese de haver vida inteligente por lá.

Atualmente, o quarto planeta a partir do Sol está sendo explorado por cinco espaçonaves: três em órbita (Mars Odyssey, Mars Express e Mars Reconnaissance Orbiter), e duas na superfície (a sonda Opportunity e o rover Curiosity). Outras sondas atualmente desativadas já percorreram o solo marciano, como a Spirit e a Phoenix, tendo sido evoluções de projetos ousados como o Mariner 4, que sobrevoou o planeta pela primeira vez em 1965.

Com tanto histórico de exploração interplanetária, a NASA reuniu um grande catálogo de dados e imagens de Marte — fotos que têm sido reveladas ao público cada vez em melhor qualidade graças às atuais tecnologias de alta definição. Então, a revista virtual Popular Science selecionou dez das mais incríveis imagens de Marte registradas pela agência espacial dos Estados Unidos. Confira:

Marte

A sombra do rover Opportunity projetada pela cratera Endeavour, o maior impacto que há na superfície do planeta, com 22 quilômetros de diâmetro (Reprodução: NASA/JPL-Caltech/Cornell/Arizona State)

Marte

Essas são as Dunas Bagnold, próximas ao Monte Sharp. A imagem foi registrada pelo Curiosity em 201. (Reprodução: NASA/JPL-Caltech)

Marte

Uma enorme cratera cujo formato, visto de cima, se assemelha a um olho, mostra o quanto de gelo há nas camadas inferiores da superfície marciana (Reprodução: NASA/JPL-Caltech/University of Arizona)

Marte

Aqui vemos as “pegadas” do Oportunity pelo solo do Planeta Vermelho (Reprodução: NASA/JPL-Caltech/Cornell Univ./Arizona State)

Marte

“Selfie” do rover Curiosity. A imagem é, na verdade, a compliação de 57 fotografias feitas com uma espécie de “pau de selfie”, posteriormente tratadas e reunidas em um só retrato (Reprodução: NASA/JPL-Caltech/MSSS)

Marte

Visão aérea do Valles Marineris, um enorme cânion com mais de 2 mil quilômetros de extensão e 8 km de profundidade (Reprodução: NASA/JPL-Caltech)

Marte

Uma das câmeras do Opportunity captou um jato de poeira sendo projetado na vertical, fenômeno conhecido como “dust evil” (algo como “demônio de poeira” em português) (Reprodução: NASA/JPL-Caltech)

Marte

Essa imagem mostra parte do pólo norte marciano, uma região de aproximadamente mil quilômetros recoberta de gelo, que é composto de dióxido de carbono congelado (Reprodução: NASA/JPL-Caltech/MSSS)

Marte

Crisp Crater é uma belíssima cratera localizada no Sirenum Fossae, uma fossa com 2.735 km de extensão (Reprodução: NASA/JPL-Caltech/University of Arizona)

Marte

As mesmas Dunas Bagnold, mas aqui vistas a partir da cratera Gale, capturadas pela Curiosity (Reprodução: NASA/JPL-Caltech/MSSS)

Fonte: Popular Science