Cientistas usam smartphone para sequenciar DNA e diagnosticar câncer

Por Redação | 18 de Janeiro de 2017 às 17h32

Lembra da época em que pesquisas para sequenciar DNA eram caras e exigiam computadores poderosos (e caros) para rodar as combinações genéticas. Pois bem, isso está virando coisa do passado, pois o poder de processamento de dispositivos móveis já está chegando lá.

Um time de pesquisadores da Universidade de Los Angeles (UCLA) e da Suécia anunciaram esta semana a criação de um microscópio que usa um smartphone para detectar as sequências de DNA em células e tecidos.

Na prática, eles desenvolveram e produziram em uma impressora 3D um periférico para integrar o microscópio ao um smartphone Nokia Lumia 1020, conseguindo usar o setup para fazer o sequenciamento em linhas de câncer do colo e amostras de tumores. A análise foi feita por um app no smartphone.

O que isso quer dizer? Um pesquisador pode plugar o microscópio móvel em um smartphone e realizar sequenciamentos de DNA ou análises moleculares em tumores, por exemplo, mesmo em locais remotos, que não possuem equipamentos médicos de primeira linha, ou mesmo fora de um ambiente hospitalar.

Em teoria, a nova tecnologia pode permitir que médicos sejam capazes de diagnosticar casos de câncer em qualquer local, um grande avanço para a telemedicina, segundo apontam os pesquisadores.

“Diagnósticos moleculares no ponto de atendimento é atualmente uma demanda não cumprida em locais com baixos recursos. Com sua expansão de capacidades em câmeras e sensores, assim como poder computacional, smartphones poderão trazer medições biomédicas dos laboratórios para o campo", afirmaram os pesquisadores.

Fonte: Gizmodo

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.