Cientistas querem criar avião inflável para sobrevoar e explorar Vênus

Por Redação | 27 de Maio de 2015 às 18h32
photo_camera Foto: Reprodução

A fabricante Northrop Grumman teve uma grande ideia para ajudar a Nasa a explorar Vênus. Anunciada no início deste mês, a Vamp (Venus Atmospheric Maneuverability Platform) deve sobrevoar a atmosfera do planeta como se fosse um avião inflável.

O objeto é autoinflável, então, ele consegue ser leve o suficiente para permanecer no ar com pouca ou nenhuma energia. Ainda assim, ele consegue ser manobrável o suficiente para navegar entre os ventos atmosféricos significaticos de Vênus e ser durável o suficiente para resistir ao ácido sulfúrico presente na atmosfera.

Vamp

O Vamp foi projetado para o programa Novas Fronteiras da Nasa, que tem a intenção de buscar vantagens inovadoras para a exploração espacial. Se a agência espacial norte-americana decidir investir no produto, o Vamp pode começar a explorar Vênus em apenas 10 anos.

O planeta já é visto por muitos na indústria espacial como uma alternativa mais prática do que a exploração de Marte. Vênus é relativamente mais perto, graças a um ciclo orbital mais conveniente, o que torna as missões significativamente mais simples. A superfície dele é inabitável, quente e densa o suficiente para derreter chumbo, mas ainda assim, o objeto flutuante pode encontrar temperaturas, pressões e níveis de radiação bastante parecidos com os da Terra.

Vênus já foi explorado em 2005, quando a Agência Espacial Europeia lançou uma sonda científica ao espaço chamada Venus Express. No fim do ano passado, os cientistas da Direção de Análises de Sistemas e Conceitos da Nasa propuseram o desenvolvimento de dirigíveis movidos a energia solar para os humanos, a fim de estabelecer assentamentos permanentes pelas nuvens do planeta. Esse sistema foi batizado de HAVOC, ou High Altitude Venus Operational Concept.

O engenheiro da HAVOC, Chris Jones, disse em dezembro do ano passado que a maioria das pessoas, quando ouve sobre a ideia de explorar Vênus, pensa em sua superfície que derrete chumbo e em sua pressão semelhante ao mais profundo oceano. "Eu acho que muitas pessoas não enxergam sua superfície relativamente mais hospitaleira e como ela pode ser abordada operando por lá durante um tempo", comenta.

A proposta do Northrop Grumman é mais parecida com a Venus Express do que com a HAVOC, pois deve reunir medições científicas em vez de possibilidade de hospedagem de seres humanos. Mas o Vamp deve atingir a atmosfera do planeta de maneira mais profunda do que a Express fez, reunindo mais informações para proporcionar experiências cruciais práticas, como equipar uma embarcação para sobreviver em seu ambiente único.

Mesmo se contar com o apoio da Nasa, o Vamp ainda é um conceito.

Fonte: The Verge

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!