China ousa e pretende enviar missão a Marte por volta de 2020

Por Redação | 22 de Abril de 2016 às 20h08
photo_camera http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/china-quer-ir-a-mar

O programa espacial ambicioso da China tem novidades! Nesta sexta-feira (22) foi confirmada a ida de um veículo explorador a Marte por volta de 2020. O projeto inclui ainda colocar em serviço uma estação orbital própria. Sobre o processo, o diretor da Administração Nacional do Espaço e vice-ministro de Indústria, Xu Dazhe, em entrevista coletiva, descreveu: “Deve orbitar em torno de Marte, aterrissar em sua superfície e desdobrar um veículo robô".

China em Marte

Após meses de viagem, a meta é que a nave aterrisse em Marte em 2021 – data que coincidirá com o centenário da fundação do Partido Comunista da China. Na bagagem, o país já acumula o envio de uma sonda à superfície lunar e naves que orbitaram em torno do satélite. Mas o diretor Xu reforçou a complexidade da nova missão a Marte, já que isso significa se atirar "à exploração do espaço profundo".

Uma tentativa já aconteceu. Em novembro de 2011, em parceria com a Rússia, a China tentou o lançamento da sonda "Yinghuo 1" a Marte. Mas a missão, lançada desde a base cazaque de Baikonur, não saiu da órbita terrestre, se desintegrou e seus pedaços caíram no oceano Pacífico dois meses depois.

Para agora, o ambicioso programa espacial vai ser alimentado no segundo semestre deste ano, através do Tiangong-2 – segundo laboratório espacial –, que o país garante ser bem melhor do que o lançado em 2011 (o Tiangong-1).

Os planos não param por aí. A agência chinesa prevê, nos últimos meses de 2016, lançar uma nova missão tripulada, a bordo de uma nave Shenzhou-11, que marcará o retorno dos astronautas do país chinês à órbita terrestre após as cinco realizadas entre 2003 e 2013.

Já 2018 será reconhecido como o ano do lançamento do módulo central de sua futura estação espacial, instalação essa que se espera ter em serviço no ano de 2022.

Fonte Ubergizmo

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.