Aromatizantes de cigarros eletrônicos podem causar doenças pulmonares

Por Redação | 11 de Dezembro de 2015 às 15h30
photo_camera AFP/Getty Images

O cigarro eletrônico surgiu como uma alternativa ao cigarro convencional de tabaco. Afinal, a ausência desta substância o tornaria mais saudável. Mas isso não é bem verdade e a última sugestão de que tais produtos podem ser altamente nocivos à saúde vem de um estudo feito na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

De acordo com a pesquisa, a substância diacetil, utilizada para dar aroma e sabor aos cigarros eletrônicos, está associada a uma doença chamada de “pulmão de pipoca”. Ela é causada pela inalação de aromatizantes e causa a contração dos bronquíolos do pulmão, dificultando a passagem de ar. O nome oficial da doença é bronquiolite obliterante e o seu nome popular vem da grande ocorrência de casos em trabalhadores de fábricas de pipocas de micro-ondas, que costuma inalar diacetil em grande quantidade.

Ainda segundo os pesquisadores de Harvard, o diacetil está presente em mais de 75% dos cigarros eletrônicos comercializados atualmente nos Estados Unidos. Além dele, outros saborizadores químicos considerados nocivos, como acetoína e acetilacetona, também foram encontrados com frequência entre as 51 marcas diferentes analisadas durante todo o estudo.

Para isso, os cientistas colocaram os cigarros saborizados dentro de uma câmara e espirraram ar no espaço durante oito segundos por vez. Depois, o processo envolveu analisar as amostras de ar em busca dos três componentes químicos citados, reconhecidamente nocivos à saúde humana. Ao todo, 47 das 51 marcas analisadas apresentam riscos à saúde.

“Devido a associação entre diacetil, bronquiolite obliterante e outras doenças respiratórias graves observadas em trabalhadores, é recomendada uma ação urgente para avaliar melhor esta potencial exposição amplamente difundida via cigarros eletrônicos saborizados”, conclui o estudo.

Esta nova pesquisa vem para incrementar ainda mais a polêmica em torno dos cigarros eletrônicos. Apontados como tão nocivos quanto o tabaco por uns estudos e bem mais saudáveis do que o cigarro tradicional por outros, é bom sempre ficar de olho nas novidades mais recentes para saber se alguma nova descoberta consegue jogar mais luz no tema.

Fonte: Enviromental Health Perspectives

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.