A vida na Terra pode ter surgido milhões de anos antes do que imaginamos

Por Redação | 03 de Outubro de 2017 às 08h10

Dois novos estudos sugerem que a vida na Terra pode ter surgido centenas de milhares de anos mais cedo do que acreditamos. Pesquisadores da McMaster University, no Canadá, simularam condições terrestres para descobrir o quão rápido as moléculas-chave para os surgimento da vida se formam, abordando a formação do RNA.

Muitos blocos de construção do RNA são encontrados em asteroides, e a conclusão da equipe foi que o RNA que deu origem à vida na Terra pode ter se formado muitos anos antes de grandes impactos registrados por asteroides em nosso planeta, o que significa que a vida pode ter se formado na história do nosso planeta a partir de impactos anteriores.

Contudo, o argumento apresenta dois problemas, segundo John Sutherland, do Laboratório MRC de Biologia Molecular em Cambridge, no Reino Unido. Um deles é que os compostos orgânicos transportados em meteoritos não necessariamente sobreviveriam ao impacto, que pode gerar temperaturas superiores a 2.300 ºC. O outro problema seria que, segundo Sutherland, a equipe canadense teria simulado o processo químico errado, assumindo que o primeiro passo na criação o RNA estaria ligando moléculas menores chamadas nucleobases e riboses, mas "isso foi mostrado experimentalmente como não funcional há anos". Sendo assim, os autores do estudo teriam usado um modelo antigo, que já não é mais considerado pela ciência.

Já o segundo estudo, realizado por pesquisadores da Universidade de Tóquio, acredita que a evidência mais antiga da vida no planeta Terra é de 3,95 bilhões de anos atrás. Ou seja: se essa teoria for válida, a vida por aqui começou apenas meio bilhão de anos depois que a Terra foi formada. Os pesquisadores deste segundo estudo analisaram componentes de rochas anciãs que contêm dois tipos de carbono, revelando que a vida estava presente naquela época, de alguma maneira.

Ainda assim, essas evidências não são suficientes para que a comunidade científica aceite a ideia de que a vida na Terra começou tão antes do que imaginamos. No entanto, novos estudos devem ser conduzidos a fim de descobrir, exatamente, em que ponto da história da Terra a vida surgiu.

Fonte: NewScientist

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.