Sonda Rosetta encontra moléculas orgânicas no cometa 67P

Por Redação | 18.11.2014 às 15:03

O robô da sonda Rosetta pousou no cometa 67P/Chuyumov-Gerasimenko no último dia 12 de novembro, e a Philae, máquina responsável pelas análises, já encontrou novidades. De acordo com o site Mashable, a Philae está em hibernação, pois suas baterias acabaram devido à viagem de 10 anos e a um processo complicado que resultou em uma queda brusca durante a aterrissagem.

Enquanto ela espera luz solar suficiente para recarregar as suas energias, os cientistas conseguiram examinar dados que a sonda coletou momentos antes de desligar. Segundo informações do Wall Street Journal, foi identificada a presença de moléculas orgânicas, além de constatações de que a superfície do 67P é rígida como gelo. Para Stephen Ulamec, da Agência Aeroespacial Alemã, os dados coletados pelo equipamento vão ajudar os pesquisadores a entender a relação das moléculas com o planeta Terra.

O diretor científico da agência, Ekkehard Kührt, relata que foram colhidos dados muito importantes que jamais seriam possíveis sem um contato direto com o cometa: "Juntamente com as medições realizadas pelo Rosetta, estamos indo em direção à conquista de uma maior compreensão dos cometas. As propriedades de sua superfície parecem ser bastante diferentes do que se pensava anteriormente", finaliza.

O robô da sonda Rosetta deixou a Terra em 2004 rumo ao Cometa 67P, que orbita entre a Terra e Júpiter. Neste link você pode ver fotos do desenvolvimento da sonda até seu lançamento no espaço.