Pesquisadores usam nanotubos de ouro para destruir células cancerígenas

Por Redação | 17 de Fevereiro de 2015 às 14h05
photo_camera Foto: Divulgação/University of Leeds

O desafio de enfrentar um câncer é uma luta que precisa, constantemente, do uso da tecnologia. Por isso, pesquisadores da Universidade de Leed, do Reino Unido, estão em processo de desenvolvimento de um método capaz de destruir as células cancerígenas.

De acordo com informações do próprio site da universidade, cobaias estão sendo testadas com uma combinação de nanotubos de ouro e laser infravermelho que têm a função de identificar e eliminar tumores malignos ou benignos.

Uma vez que os nanotubos são injetados, eles interagem com a luz do laser fornecendo imagens do tumor. Com a luz em baixa frequência, os pesquisadores podem usar a reflexividade do material para identificar não só onde estão os tumores, mas como eles são. Já com a luz em frequência alta, esses nanotubos são aquecidos.

Assim, as células cancerígenas são destruídas de formas menos agressivas que as usadas atualmente, como a quimioterapia e a radioterapia. Os nanotubos também podem ser usados para carregar medicamentos de aplicação superlocalizada.

Até então, os testes foram feitos apenas em ratos de laboratório, mas o método deve conseguir minimizar drasticamente os efeitos colaterais da doença. Ainda não há uma previsão de quando a técnica vai ser testada em humanos.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.