Pesquisadores criam camada que mantém display touchscreen sempre limpo

Por Redação | 23.07.2012 às 11:58

Os displays touchscreen já dominam o mercado da tecnologia móvel e também se tornaram fontes de proliferação de fungos e bactérias. A maior parte das pessoas nem se lembra de higienizar seu dispositivo e para isso, pesquisadores do Fraunhofer Institute for Interfacial Engineering and Biotechnology, na Alemanha, criaram uma camada de plástico capaz de limpar os displays quando em contato com o sol.

De acordo com o DVice, a substância química, chamada dióxido de titânio, quando exposta à luz solar, gera uma série de radicais livres, que penetram nas paredes celulares de bactérias e fungos e, danificam seus DNAs.

Para testar a nova substância, os pesquisadores aplicaram o dióxido de titânio sobre o braço direito de cadeiras de plástico feitas para jardins e gramados, e deixaram o outro braço sem a substância. Eles pulverizaram uma mistura de bactérias, musgos, algas e fungos sobre as cadeiras e as colocaram em exposição ao ar livre.

O dióxido de titânio, quando em contato com o sol, é capaz de destruir o DNA de bactérias e fungos (Foto: Divulgação)

Displays touchscreen

Depois de dois anos, os braços que não receberam o tratamento reuniram um camada grossa de sujeira, enquanto os braços com o dióxido de titânio se mantiveram limpos e brancos.

“Se você aplicar uma fina camada de dióxido de titânio em uma superfície de vidro, como uma tela de smartphone, os óleos sobre ele e as impressões digitais desaparecerão gradualmente a partir do visor por si só”, afirmou ao Mashable Michael Vergöhl, chefe da pesquisa.

O único problema com relação à nova tecnologia aplicada sobre gadgets é que o usuário terá que manter seu aparelho exposto ao sol por pelo menos uma hora, garantindo assim que o seu display fique efetivamente limpo.

Os pesquisadores do Instituto já têm planos de ampliar sua tecnologia para reagir com as luzes artificiais encontradas facilmente em escritórios e salas de estar, por exemplo.