Pesquisadores brasileiros descobrem nova estrela semelhante ao Sol

Por Redação | 03.06.2013 às 14:26

Um grupo de pesquisadores brasileiros descobriu a existência da estrela mais distante da nossa galáxia, localizada a 2 mil anos-luz da Terra e que possui similaridades com o Sol. A descoberta, por se tratar de uma estrela 2 milhões de anos mais velha que o Sol, será ideal para os cientistas identificarem como será a evolução solar nos próximos anos. As informações são da Agência Brasil.

A pesquisa foi desenvolvida em uma parceria com cinco cientistas brasileiros da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e contou com a participação do professor Yoichi Takeda, do Observatório Astronômico Nacional do Japão. Os pesquisadores utilizaram o telescópio japonês Subaru, que fica em Mauna Kea, no Havaí, Estados Unidos.

Junto com o telescópio, os pesquisadores utilizaram o satélite CoRot de oito metros, que recebeu financiamento de países como Brasil, França, Áustria, Bélgica, Alemanha e Espanha. "Com a ajuda desse satélite, a gente selecionou estrelas com períodos similares ao Sol", afirmou Jorge Meléndez, astrônomo do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP. "O satélite nos indicou quais eram as estrelas com períodos de rotação similares ao do Sol. Para confirmar se realmente são parecidas com o Sol ou não, a gente observou essas estrelas com o telescópio Subaru. Ao todo, foram observadas quatro e, dessas, uma era gêmea solar [que tem características do Sol]".

Meléndez ainda afirmou que foi possível determinar a similaridade da estrela com o Sol após os cientistas analisarem suas manchas e sua localização, manchas estas que são semelhantes às presentes na superfície solar. Logo em seguida, os pesquisadores observaram quanto tempo cada uma das manchas levava para completar uma volta completa em torno do seu eixo, podendo assim determinar as semelhanças de rotação entre as estrelas.

Como esta foi a primeira estrela descoberta pelo satélite CoRot, ela recebeu o nome de CoRot Sol 1, e os pesquisadores acreditam que eles ainda poderão encontrar outras estrelas gêmeas em nossa galáxia, não tão distantes da Terra como esta primeira descoberta.