Novo marca-passo é 'abastecido' pelas próprias batidas do coração

Por Redação | 08 de Novembro de 2012 às 08h25

Pessoas com determinados problemas de coração precisam da ajuda de um dispositivo para regular seus batimentos cardíacos - é o chamado marca-passo. Porém, ele precisa ter suas baterias substituídas a cada cinco a sete anos, e este procedimento é feito por meio de uma cirurgia.

Pensando em tornar a vida desses pacientes mais simples, pesquisadores apresentaram um novo estudo durante as Sessões Científicas de 2012 da Associação Americana do Coração, que aconteceu em Los Angeles.

O relatório do estudo explica que um dispositivo experimental converte a energia gerada a partir das batidas do coração em eletricidade, o suficiente para alimentar um marca-passo. O protótipo usa a piezeletricidade para funcionar, que nada mais é do que a capacidade de gerar carga elétrica a partir do movimento, neste caso, do coração.

"Muitos dos pacientes são crianças que vivem com esses dispositivos por muitos anos. Então, dá para imaginar quantas operações podem ser evitadas se essa nova tecnologia for implementada", disse o Ph.D Amin Karami, principal autor do estudo.

Até agora, os testes com o novo dispositivo estão obtendo sucesso. As medições de desempenho do protótipo mostraram que ele está gerando mais de 10 vezes a potência que os marca-passos modernos exigem para funcionar.

Ainda segundo o relatório da Associação Americana do Coração, o próximo passo será tentar integrar a nova tecnologia aos marca-passos já disponíveis no mercado. Não há dúvidas de que a ideia ajudaria muita gente com problemas cardíacos a viver com um pouco mais de tranquilidade.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.