Nestlé vai engarrafar exercícios físicos para ajudar pessoas a perderem calorias

Por Redação | 27 de Novembro de 2014 às 10h04

Que se exercitar faz bem para a saúde, isso todo mundo sabe. No entanto, a maioria das pessoas tem preguiça e sempre arranja uma desculpa ou outra para não cuidar da saúde nesse sentido.

Pensando em quem não tem disposição para correr ou para praticar qualquer outro tipo de modalidade esportiva, a Nestlé está trabalhando no que vem sendo chamado de “exercícios em garrafas”. Segundo o Tech Times, a intenção da empresa é de lançar, num futuro próximo, uma bebida capaz de influenciar e acelerar o metabolismo de pessoas inativas, de quem apresenta alguma excepcionalidade ou de idosos.

A bebida vem sendo desenvolvida por um grupo de cientistas e pesquisadores do Nestlé Institute of Health, que descobriu que a enzima AMPK, que queima gordura ou açúcar, pode ser controlada por um componente chamado C13. Pode parecer algo surreal, mas os cientistas já estão testando a enzima em ratos para compreender como ela funciona.

PECHINCHAS, CUPONS, COISAS GRÁTIS? Participe do nosso GRUPO DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Até o momento, os resultados obtidos foram positivos e os animais conseguiram interromper a produção de gordura. Apesar disso, Kei Sakamoto, um dos cabeças da pesquisa, alerta para as restrições de uso da descoberta. “A enzima ajuda a quem não pode ou não consegue suportar exercícios. Ao invés de 20 minutos de corrida ou 40 de bicicleta, isso deve ajudar a acelerar o metabolismo com exercícios moderados”, explica.

O pesquisador ainda ressalta que a novidade poderá ajudar pessoas que apresentam alguns tipos de doenças, como é o caso do Diabetes Tipo 2. Quem apresenta essa peculiaridade tem problemas para levar glicose até os músculos, sendo que a AMPK “faria seu próprio caminho” e solucionaria o problema.

Embora pareça promissor, nenhum detalhe adicional sobre como o produto realmente funcionará em humanos foi fornecido, tampouco quando ele estará disponível no mercado.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.