Nasa vai buscar pedaço de asteroide e levá-lo para perto da órbita da Lua

Por Redação | 26 de Março de 2015 às 13h20
photo_camera Divulgação

As pesquisas da Nasa sobre a intenção de levar o ser humano a Marte continuam rendendo novas missões. Agora, a agência espacial americana anunciou o plano de lançar um foguete a um asteroide de cinco anos para colher uma pedra que está a 30 pés fora da superfície.

A intenção é que braços mecânicos façam esse recolhimento e reboquem o asteroide para uma órbita entre a Terra e a Lua. A nave será lançada em 2020 e deve chegar ao seu destino em 2022. Em 2025, dois astronautas vão pousar na rocha para começar a exploração. Segundo Robert Lightfoot, administrador associado da Nasa, os braços robóticos terão de três a cinco oportunidades para agarrar a pedra.

O reboque e o estacionamento do asteroide vão acontecer com a ajuda de um foguete e da cápsula Orion, que ainda está em desenvolvimento. Entre as pesquisas que serão feitas estão interações gravitacionais da espaçonave em sua órbita, testes com motores a íon e estudos de como a alteração no volume do corpo celestre influencia na órbita. Quando os astronautas aterrissarem no pedaço de asteroide, coletarão materiais para trazê-los de volta a Terra para mais estudos.

Lighfoot afirma que a missão vai "demonstrar as capacidades que vamos precisar para futuras missões humanas para além da órbita baixa da Terra e, então, finalmente, para Marte". A ideia inicial era que fosse recolhido um asteroide inteiro, mas isso consumiria mais do orçamento da Nasa, que precisaria construir um foguete ainda maior.

Os três asteroides candidatos para o trabalho são o Itokawa, o Bennu e o 2008 EV5, considerados de baixo risco, pois já são conhecidos por agências espaciais de todo o mundo.

Via Nasa

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.