NASA resolve mistério da rocha em forma de rosquinha em Marte

Por Redação | 17.02.2014 às 18:00

A Agência Espacial Norte-americana (Nasa) anunciou esta semana ter desvendado o mistério da “rocha em forma de rosquinha”, uma pedra na superfície de Marte que foi observada em fotos feitas pelo rover Opportunity, no início deste ano. A pequena pedra branca, com coloração vermelho-escuro no centro, foi apelidada de “Pinnacle Island” pelos cientistas da agência, que afirmam que a rocha não estava no local em um dia e, depois de 12 dias marcianos, ela veio a aparecer nas imagens que o Opportunity enviou à Terra.

O tempo de quase um mês entre a notícia do aparecimento da rocha e sua explicação motivou muitas especulações de pessoas de fora da Nasa. No mês passado, Rhawn Joseph, um autor de estudos e livros sobre alienígenas e conspirações, chegou a mover uma ação contra a Nasa porque, segundo ele, a agência não se esforçou para investigar adequadamente a rocha vista nas imagens de Marte. Ele exigiu 100 fotografias de alta resolução da anomalia, a que ele afirmava ser um “fungo de cogumelo, um organismo composto constituído por colônias de líquen e cianobactérias”.

Rochas em Marte

Na época, a Nasa argumentou que a rocha poderia ser apenas um pedaço de meteoro ou mesmo resultado da própria movimentação do rover na superfície do planeta vermelho. O que era apenas uma explicação preliminar, por sua vez, acabou por se tornar a versão oficial da agência para o caso, segundo reportagem do Ars Technica: a Pinnacle Island é apenas um pequeno pedaço de uma rocha maior que se quebrou quando o rover Opportunity o atingiu.

O Jet Propulsion Laboratory (JPL), em Pasadena, Califórnia, divulgou nota em que explica melhor a questão. “Uma vez que movemos o Opportunity a uma curta distância, depois de inspecionar Pinnacle Island, pudemos ver diretamente em um declive outras rochas com a mesma aparência incomum. Nós dirigimos (o rover) até elas. Pudemos ver a trilha. Foi de onde a Pinnacle Island veio”.

Embora tenham desvendado o mistério em torno da rocha, os cientistas ainda dizem que a pedra permanece bastante interessante para a equipe da Nasa. De acordo com reportagem do jornal Los Angeles Times, “instrumentos da Opportunity revelaram que [a Pinnacle Island] tem altos níveis de enxofre e manganês, ingredientes solúveis em água que podem ter sido concentrados nas rochas graças à ação de água”.