NASA conclui que Marte já teve tanta água quanto o Oceano Ártico

Por Redação | 06 de Março de 2015 às 11h47
photo_camera Foto: Divulgação

Cientistas da NASA chegaram à conclusão que Marte já teve água o suficiente para cobrir o planeta inteiro até uma profundidade de 137 metros e, segundo uma análise da atmosfera do planeta vermelho, 87% desta água foi perdida no espaço.

O relato foi publicado pela revista especializada Science nesta quinta-feira (05) e compara a quantidade de água do planeta extraterrestre com a do Oceano Ártico. Mas, na verdade, ao que tudo indica, a água localizada lá formava um oceano que cobria apenas metade do hemisfério norte, atingindo até 1,6 km de profundidade.

De acordo com um dos autores do estudo e pesquisador do Centro Goddard de Voos Espaciais da NASA, Gerónimo Villanueva, a pesquisa estimou que havia uma alta concentração de água em Marte, determinando as quantidades que foram perdidas no espaço.

As estimativas foram baseadas em detalhes sobre formas distintas de água. A primeira é a que nós estamos acostumados, H2O, que é formada por um átomo de oxigênio e duas de hidrogênio, e a segunda é a chamada água pesada, quando o deutério substitui os dois átomos de hidrogênio.

Os cientistas também usaram o telescópio infravermelho Keck 2, que está no Havaí, para distinguir a constituição química da água nos dois casos apresentados acima. Foi comparada a proporção de água pesada na água normal e, assim, foi possível deduzir a quantidade de água que foi perdida ao longo dos anos no espaço.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.