Júpiter teria destruído primeira geração de planetas do nosso sistema solar

Por Redação | 25.03.2015 às 18:35

A mais nova descoberta sobre Júpiter indica que ele já "varreu" todo o sistema solar, como se fosse uma bola de demolição. Segundo os pesquisadores, ele destruiu a primeira geração de planetas antes de voltar para sua órbita atual.

O comunicado foi publicado na última segunda-feira (23) na revista Proceedings of The Nation Academy of Sciences (PNAS), e esta descoberta foi essencial para justificar o motivo de o sistema solar ser tão diferente dos diversos outros existentes. Nas últimas duas décadas foram confirmadas a existência de mais de 1.800 planetas e cerca de 500 sistemas solares.

Os resultados da pesquisa também revelam que o nosso sistema solar é bastante incomum. Entre as características mais interessantes estão a ausência de planetas entre o Sol e a órbita de Mercúrio, e que o padrão típico dos sistemas planetários da nossa galáxia é como se fosse um conjunto de superterras.

Os cientistas ainda acreditam que Júpiter foi o primeiro planeta a migrar no sistema solar em direção ao Sol, até que a formação de Saturno provocasse a reversão do seu trajeto, deixando-o em sua posição atual. Então, os planetas rochosos, as superterras, se formaram perto do Sol a partir de um grande disco de gás e poeira. Conforme Júpiter entrava no sistema solar, a sua atração gravitacional empurrou os planetas interiores para fora, fazendo ainda com que eles se colidissem.

Segundo um dos autores do estudo, o astrofísico Gregory Laughlin, da Universidade da Califórnia, o acontecimento foi a mesma coisa do que temos medo que aconteça com os satélites que estão para ser destruídos na órbita baixa da Terra. "Os fragmentos deles iriam começar a se chocar com outros satélites, gerando uma reação em cadeia de colisões. Nosso trabalho indica que Júpiter deve ter criado esse tipo de cascata de colisões no sistema solar interno", comenta.

Somente depois do recuo de Júpiter e da destruição que ele causou que planetas como Mercúrio, Vênus, Terra e Marte foram formados. Isso explica o motivo de eles serem mais jovens do que outros planetas.

Fonte: Mashable