Japoneses criam pequenos satélites que escrevem em código Morse no céu

Por Redação | 30.07.2012 às 19:45

Na última semana, pesquisadores do Fukuoka Institute of Technology (FIT), no Japão, apresentaram seu projeto de minúsculos satélites que, quando em órbita, serão capazes de escrever mensagens em código Morse à noite no céu.

De acordo com o DVice, um dos satélites, intitulado cubesat, será o responsável por ajudar os pesquisadores a testar técnicas de comunicação óptica com satélites. Para isso, o cubesat vai utilizar luzes de LED que brilham como uma estrela artificial, apresentando o código.

Satélite código Morse

Os pesquisadores querem testar a viabilidade de comunicação óptica com satélites

O cubesat, também conhecido como FITSAT-1, pesa pouco mais de um quilo e carrega luzes de LED com 200 watts de potência, que transformarão o satélite em um farol no céu escuro.

Takushi Tanaka, professor do FIT e um dos responsáveis pelo projeto, afirma que a ideia é criar um código visível a olho nu ou com o auxílio de um binóculo.

As luzes e o código, por sua vez, serão recebidos pelo telescópio do FIT em sua estação terrestre e por um dispositivo foto-multiplicador conectado a uma antena. A engrenagem do telescópio e as luzes de LED serão sincronizadas para receber as principais informações.

O projeto ainda irá fazer experimentos com comunicação óptica em alta velocidade por aproximadamente três minutos enquanto o satélite circula pela órbita terrestre, para provar a viabilidade do sistema de comunicação em código.

Estima-se que o FITSAT-1 seja enviado para a Estação Espacial Internacional no dia 6 de setembro deste ano pelo astronauta japonês Akihiko Hoshide.