Intel e SwiftKey desenvolvem novo sistema de comunicação para Stephen Hawking

Por Redação | 03.12.2014 às 13:52
photo_camera Divulgação

Em um esforço para melhorar o sistema de comunicação usado há décadas pelo professor e físico Stephen Hawking, a Intel demonstrou nesta terça-feira (02) uma nova plataforma que vai aprimorar a comunicação do físico.

De acordo com o Venture Beat, a novidade que tem sido desenvolvida nos últimos três anos por uma equipe multidisciplinar de pesquisadores da Intel Labs, que teve em Hawking um parceiro chave no processo, com feedbacks constantes do físico para melhorar o produto e chegar a um design adequado. Com o desenvolvimento da plataforma personalizada para Hawking e o entendimento de seu relacionamento com a máquina, a Intel desenvolveu um sistema sob medida chamado ACAT (Assistive Context Aware Toolkit).

Até então, Hawking usava o mesmo sistema há décadas e ele limitava a comunicação do físico a duas palavras escritas por minuto. “Eu dependo da tecnologia para me ajudar a comunicar e viver”, disse Hawking. “O desenvolvimento deste sistema tem o potencial de melhorar as vidas das pessoas deficientes de todo o mundo”.

Já a nova plataforma pode se tornar o backbone de um novo sistema, mais moderno e capaz de ser personalizado, o que pode beneficiar portadores de MND e tetraplegia, que afetam mais de 3 milhões de pessoas no mundo.

Portador da esclerose lateral amiotrófica (ELA), Hawking está quase inteiramente paralisado e o sistema que usa atualmente exibe as letras num cursor móvel. Para selecioná-las e poder formar as palavras, o físico precisa contrair os músculos da face, num processo lento que custa até um minuto para formar duas palavras.

Na nova plataforma, a digitação será duas vezes mais rápida e Hawking poderá navegar na internet, anexar arquivos a e-mails e salvar e editar documentos 10 vezes mais rápido do que antes.

“O professor usou de forma única a tecnologia para se comunicar com o mundo por décadas, mas seu sistema antigo poderia ser melhorado com o uso de apps modernos e websites atuais com um computador sem teclado ou mouse”, disse Wen-Hann Wang, vice-presidente da Intel e diretor da Intel Labs.

A Intel não foi a única a mobilizar esforços para melhorar a comunicação de Hawking. A empresa britânica SwiftKey, responsável por um dos teclados mobile mais populares do mundo, também ajudou a aperfeiçoar a plataforma para o físico.

O novo sensor usado pelo físico é detectado por um switch infravermelho instalado nos óculos dele para ajudá-lo a escolher os caracteres no computador. Com a integração ao software da SwiftKey, o sistema melhorou a capacidade de aprendizado das tendências de Hawking, prevendo os próximos caracteres e fazendo com que ele tenha que digitar menos de 20% de todos os caracteres.

Para aumentar a capacidade preditiva do software, a SwiftKey digitalizou todos os trabalhos de Hawking, inclusive alguns que não foram publicados. Enquanto os aplicativos comuns da empresa oferecem três opções possíveis de palavras, Hawking terá 10 previsões, aumentando suas opções para a próxima palavra.

“Nós estimamos que nossa tecnologia praticamente dobrou a velocidade de fala do professor Hawking”, afirmou Joe Osborne da SwiftKey. “Ao entender a maneira como ele usa a linguagem, a tecnologia da SwiftKey torna a comunicação dele mais rápida e fácil”.

Agora, a norte-americana fabricante de chips pretende disponibilizar a plataforma para as comunidades científica e tecnológica em 2015 para que elas possam desenvolver pesquisas e adaptá-la para outras pessoas que sofrem de doenças neurológicas motoras (MND) e tetraplegia como Stephen Hawking.

Fonte: http://venturebeat.com/2014/12/02/how-stephen-hawking-is-using-swiftkey-to-communicate-twice-as-fast/http://idgnow.com.br/ti-pessoal/2014/12/03/intel-aperfeicoa-sistema-de-comunicacao-usado-por-stephen-hawking/