Equipe do MIT descobre como criar colete a prova de balas tão fino quanto papel

Por Redação | 14 de Novembro de 2012 às 09h15

Pesquisadores franceses da Rice University se uniram aos cientistas do famoso MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) para tentar aliviar um pouco o peso - literalmente – das costas dos profissionais que precisam utilizar coletes a prova de bala.

Segundo informações do próprio MIT, eles desenvolveram um modelo de colete que vai contra todo o principio das grandes armaduras do passado. Com base em um estudo que mostrou que a espessura e o peso não são necessários para a absorção da energia de impacto, eles criaram um colete a prova de balas tão fino quanto papel.

Os estudiosos explicam que o segredo é usar compostos feitos de dois ou mais materiais cuja rigidez e flexibilidade são estruturadas de maneiras muito específicas. O protótipo funciona graças a camadas de borracha resistentes que alternam com camadas de vidro rígido para proporcionar durabilidade e resistência, com apenas alguns nanômetros de espessura.

Mas não é apenas a espessura da nova armadura que chama a atenção. A maneira como a equipe conseguiu medir esses impactos também é bastante interessante. Utilizando um microscópio eletrônico, é possível ver os pequenos efeitos e mudanças que acontecem em cada camada após um disparo - neste caso, feito com esferas minúsculas.

O estudo mais completo dessas distorções, como o quão profundo essas esferas penetram e o quão longe elas se espalham, poderia levar a melhorias no sistema de proteção. Essa é uma forma nova e mais eficaz para estudar polímeros estruturados, de acordo com notícia do MIT.

Agora eles desejam assistir a deformação das camadas após um disparo em tempo real e descobrir como ele reage na hora do impacto.

Material no microscópio MIT

(Imagem: Reprodução / Rice University)

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.