Elon Musk doa US$ 10 milhões a programa para monitorar inteligência artificial

Por Redação | 15 de Janeiro de 2015 às 16h44

O empresário sul-africano Elon Musk, CEO da SpaceX e da Tesla Motors, é um conhecido crítico dos caminhos pelos quais segue a Inteligência Artificial. E, no melhor estilo John Connor, da série Exterminador do Futuro, ele vem fazendo o que pode para que um dia as máquinas não dominem a Terra. Desta vez, ele anuncia que vai doar US$ 10 milhões ao Future Life Institute, para um programa com foco no desenvolvimento benéfico da IA para os humanos.

De acordo com o Engadget, Musk espera que o programa assegure o domínio dos humanos sobre as máquinas, evitando que, ao superar nosso conhecimento, a IA continue nos obedecendo. Para muitos, o empresário é visto como paranoico, mas algumas das mentes mais brilhantes do planeta, a exemplo de Stephen Hawking, também temem por ameaça semelhante no futuro.

"Essa doação terá grande impacto", afirma o cofundador da FLI, Anthony Aguirre. "Ao passo que a indústria pesada e o investimento do governo finalmente trouxeram o AI para o nicho de pesquisa acadêmica, até agora há relativamente pouco financiamento disponível para ajudar a garantir que essas mudanças realmente trarão um saldo positivo para a humanidade".

Assista Agora: Gestor, descubra os 5 problemas que suas concorrentes certamente terão em 2019. Comece 2019 em uma nova realidade.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.