Designer cria acelerador de partículas caseiro em sua garagem

Por Ultradownloads | 13 de Julho de 2012 às 08h42
Wired

O LHC (Acelerador de Partículas), projeto do CERN (Centro Europeu para Pesquisa Nuclear), foi fundamental para entendermos o fenômeno do Big Bang e toda sua consequência para o universo.

As últimas informações vindas do centro, que fica localizado na Suíça, mostram que os pesquisadores estão muito próximos de encontrar e isolar o Bóson de Higgs e compreender a formação do universo. Mas, o que você acha de poder fazer a mesma experiência científica na garagem da sua casa?

O designer Patrick Stevenson- Keating, amante confesso de ciências e tecnologia, criou sua própria versão caseira do acelerador de partículas, o Handcrafted Particle Accelerator. “Grande parte da ciência moderna está se tornando cada vez mais abstrata e isolada da vida das pessoas”, afirmou o designer ao blog Design da Wired depois de questionado sobre qual foi sua motivação para iniciar o projeto.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Acelerador Caseiro

Stevenson- Keating acredita que a ciência precisa estar mais próxima da vida das pessoas e também ser apresentada a elas de forma simples, assim como os cientistas da era do Iluminismo faziam.

Seu acelerador DIY foi apresentado em uma loja de departamentos durante o Milan Design Week, que aconteceu em abril deste ano na cidade de Milão, na Itália. O mais interessante é que a criação do jovem designer foi observada de perto por milhares de curiosos.

Assim como sua versão gigantesca, o HPA dispara um feixe de partículas através do vácuo, de forma dirigida por ímãs e quando as partículas colidem, há uma reação. A única diferença entre os dois aceleradores é que o criado pelo designer utiliza elétrons para fazer a colisão de partículas, diferente dos prótons utilizados no CERN.

Acelerador de Partículas Caseiro

A opção pelo uso de elétrons se deve a uma questão prática, que envolve a capacidade de energia e de custo para a colisão de prótons, algo impossível de se realizar em uma escala pequena.

“Talvez nós não estejamos nos movendo em direção a um futuro onde todos serão capazes de construir um acelerador de partículas na sua lareira”, afirmou Patrick. “Mas, o movimento open source combinado com o rápido desenvolvimento da tecnologia de baixo custo está, seguramente, abrindo caminho para alguns projetos científicos interessantes”.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.