Conselheiros de Obama querem trazer asteróide para estudo próximo da Terra

Por André Fogaça | 22 de Abril de 2012 às 11h00

Visitar - e provavelmente explorar - um asteróide é um dos grandes passos para maiores descobertas espaciais e algo que motiva muito as aventuras que a humanidade já faz e pretende ir muito mais além no espaco sideral. Pode parecer estranho, mas há um movimento que pretende trazer um desses rochedos gigantes para mais perto de nós.

Asteroide

Calma, o objetivo é alterar sua órbita e apontá-la para nosso planeta, mais precisamente para algum lugar próximo de onde a Estação Espacial Internacional está.

Se você acha esta história muita ficção, saiba que um estudo foi sugerido por uma equipe de conselheiros do presidente americano Barack Obama, que deve levantar a viabilidade de trazer um asteróide de cerca de 10 toneladas para perto.

Segundo o estudo, o veículo que vai até o cinturão e - praticamente - vai chutar um asteróide para cá é pequeno o suficiente para ser lançado ao espaço dentro de um foguete convencional, destes que levam materiais para a Estação Internacional.

Esta missão envolve três passos que ainda precisam ser aperfeiçoados. O primeiro é a identificação de asteróides candidatos ao estudo. A segunda aborda o desenvolvimento de propulsão elétrica, que a NASA já está trabalhando para instalar em seus veículos num futuro próximo. A última é uma das mais perigosas, que envolve alguns humanos esperando a chegada do asteróide, vivendo no espaço.

O custo total do projeto está na casa dos bilhões de dólares, mas temos certeza que muitos interessados na extração de material vindo do espaço, seja para estudo ou simplesmente para lucro, não?

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!