Cientistas que descobriram "GPS natural" conquistam Prêmio Nobel

Por Redação | 07.10.2014 às 08:55

Uma descoberta que começou há 40 anos ganhou nesta segunda-feira (6) o devido reconhecimento: o casal de pesquisadores noruegueses Edvard Moser e May-Britt Moser, juntamente com o pioneiro do projeto, o britânico John O'Keefe, ganharam o Prêmio Nobel em Medicina por terem identificado um sistema de mapeamento mental natural semelhante ao GPS. As informações são do Gizmodo.

Em 1971, O'Keefe foi o primeiro a identificar as então chamadas "células de lugar", que ficam no sistema nervoso. Ao realizar seus testes, O'Keefe notou que o hipocampo, região onde se concentram as emoções e a memória, "acendia" quando ratos de laboratório chegavam a um local determinado.

Ele acreditava, corretamente, que essas células ajudavam a formar um componente crítico de navegação interna nos ratos. Essa pesquisa não foi muito abrangente e nem mesmo tão significante na época.

PRÊMIO NOBEL

Então, em 2005, o casal Moser descobriu um segundo tipo de célula relacionada a isso. As chamadas "células grade" capacitaram os ratos a coordenar suas posições sozinhos, de maneira semelhante à precisa navegação relacionada a latitude e longitude de um GPS.

As "células grade" se destacaram quando ratos ficaram em localizações específicas, com um padrão em forma de grade. Essa descoberta pode gerar novas pesquisas sobre o sistema natural de navegação do cérebro e também ajudar o tratamento do Mal de Alzheimer, já que a desorientação e perda da noção espacial são dois grandes problemas acarretados pela doença.

Os cientistas irão se encontrar na Suécia, Estocolmo, no dia 10 de dezembro, para receber o Prêmio Nobel e dividir o valor da premiação de US$ 1,1 milhão.

Fonte: http://gizmodo.com/scientists-who-discovered-the-brains-natural-gps-won-th-1642879867