Cientistas criam luvas capazes de detectar substâncias tóxicas

Por Redação | 06 de Maio de 2013 às 12h43
photo_camera Divulgação

Alguns trabalhadores costumam ficar expostos a substâncias prejudiciais à saúde dependendo da área de atuação e, muitas vezes, materiais tóxicos são difíceis de serem identificados. Pesquisadores da Fraunhofer Research Institution for Modular Solid State Technologies, na Alemanha, desenvolveram uma luva de proteção capaz de identificar substâncias nocivas ao ser humano.

O par de luvas é capaz de identificar a presença de substâncias tóxicas no ar e em objetos graças aos seus sensores personalizados. O acessório altera sua cor para informar ao usuário sobre a presença de materiais tóxicos: incolor quando o ambiente está seguro e azul quando uma substância for identificada. Basicamente, o corante indicador presente nas luvas reage quando em contato com tóxicos.

"Ao sintetizar os materiais coloridos sensoriais, podemos detectar gases como monóxido de carbono, por exemplo, ou sulfeto de hidrogênio", afirmou em nota Dr. Sabine Trupp, chefe do departamento de materiais sensíveis do Fraunhofer. Os pesquisadores afirmam que as luvas podem ser ideais para os profissionais que atuam em indústrias químicas, que apresentam riscos de contaminação.

Leia também: Funcionários da Samsung ficam feridos em acidente em fábrica de chips

Além das luvas, os pesquisadores do instituto acreditam que o mesmo tipo de material com sensores coloridos pode ser aplicado em outros lugares, permitindo assim que vazamento de gases tóxicos ou alimentos estragados sejam facilmente detectados.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.